Como equilibrar manutenção e redução de custos nas empresas

Em tempos de orçamentos enxutos nas empresas é fundamental saber equilibrar manutenção e redução de custos.

É por isso que os líderes devem pensar também nos impactos da falta de manutenção: se você não puder contar com seu equipamento em pleno funcionamento quando a produção estiver programada, isso pode gerar um custo maior do que apenas monetário: pode afetar os funcionários, os relacionamentos com os clientes, a reputação da marca e muito além.

Portanto, antes de fazer qualquer redução no orçamento de manutenção ou atrasar a substituição de equipamentos com falha, veja a seguir o custo de não equilibrar manutenção e redução de custos em sua empresa:

1) Tempo de inatividade

Equipamentos de fabricação que não passaram por uma manutenção eficaz estão sujeitos à paradas, prejudicando a produção por um período indeterminado – geralmente sem aviso prévio.

O custo de uma avaria no maquinário, segundo especialistas do setor, pode ficar entre quatro a 15 vezes o valor de manutenção: cada minuto de produção interrompida gera perda de dinheiro para a empresa.

Essa situação também pode levar a empresa a perder prazos, o que impacta o resto da cadeia de suprimentos, traz o risco de sofrer penalidades e até mesmo perder clientes. O resultado é prejuízo na certa!

2) Perda de produção

O valor da produção perdida é a receita que sua empresa poderia ter se o equipamento não tivesse falhado e a produção não tivesse sido interrompida.

Dependendo de quanto tempo seu equipamento permanecer inativo, isso pode aumentar até milhares de reais. Quando sua empresa opta por uma gestão eficaz de manutenção, com planejamento e acompanhamento por profissionais capacitados, reduz custos e evita esse tipo de prejuízo.

3) Reparos emergenciais de equipamento

Quando uma organização é obrigada a “apagar incêndios”, põe seu orçamento em risco. Equipamentos sem uma manutenção adequada significam horas desperdiçadas de trabalho de funcionários-chave ou técnicos, já que eles serão forçados a parar o que estão fazendo e administrar a crise.

É preciso pedir suprimentos, peças sobressalentes, ferramentas e contar com especialistas de última hora – as paradas imprevisíveis costumam demandar maiores custos porque, em muitas situações, podem vir acompanhadas de taxas extras para atendimento emergencial.

Isso pode significar que o custo total da reparação de uma avaria do equipamento pode ter um acréscimo variável de três a cinco vezes o custo do mesmo reparo, quando executado de acordo com a manutenção preditiva.

4) Sacrifício da qualidade

Além do tempo de inatividade do equipamento com avaria, é preciso ainda considerar o custo associado a produtos de baixa qualidade saindo da linha de produção quando o equipamento estava falhando.

Rótulos com códigos de barras que não digitalizam, embalagens avariadas, produtos que recebem um elemento que não faz parte de sua composição original – e assim por diante.

Quando sua empresa não mantém processos de manutenção e redução de custos em equilíbrio, corre o risco de colocar produtos de baixa qualidade no mercado.

Isso pode quebrar a relação de confiança entre sua empresa e seus clientes. Há ainda o risco de penalidades e recalls caros.

5) Riscos de acidentes

Equipamentos sem a manutenção adequada colocam seus consumidores e sua equipe em risco.

Um equipamento de inspeção que apresentes falhas pode deixar os contaminantes passarem sem serem detectados, colocando os consumidores em risco.

Uma máquina com defeito também pode colocar funcionários em risco, especialmente em uma situação de alta pressão.

A regra é simples: manutenção e redução de custos caminham lado a lado. Uma planta confiável é uma planta segura para todos.

6) Negócios perdidos

Todos os pontos negativos acima mencionados podem levar a um custo muito significativo para a sua empresa: perda de negócios.

Paradas não programadas causam prejuízos de logística, entrega e qualidade. Isso pode afetar a relação com seus clientes diretos e indiretos, como os consumidores de seus produtos e de sua marca.

De acordo com dados da VDMA, uma análise preditiva de sua planta pode reduzir os custos em 12% para reparos não planejados e quase 30% para a manutenção programada.

Portanto, análise bem o seu orçamento e entenda a relação entre manutenção e redução de custos. O que pode parecer economia a curto prazo, na verdade esconde o risco de grandes prejuízos futuros.

Como manter manutenção e redução de custos em equilíbrio

A manutenção de rotina, preventiva ou planejada, não deve ser negociável. O objetivo principal é maximizar o desempenho de seu equipamento, mantendo-o em funcionamento com segurança pelo maior tempo possível. Sem falhas não planejadas e dispendiosas.

A MMtec fornece serviços de manutenção que podem ajudar a obter o máximo de seus equipamentos.

O treinamento dos colaboradores também é importante. Há certas tarefas que sua equipe pode fazer para garantir o funcionamento dos equipamentos. Para isso, é preciso proporcionar a eles o treinamento correto. Fornecedores como a MMtec também podem ajudar com o treinamento contínuo de sua equipe.

Se você quer conhecer alternativas para equilibrar manutenção e redução de custos, fale com os especialistas da MMtec – temos soluções personalizadas para as necessidades de sua empresa. CLIQUE AQUI E FALE CONOSCO!

APROVEITE E BAIXE O NOSSO E-BOOK GRATUITO!!

Pin It on Pinterest