As discussões acerca do meio ambiente e das consequências do aquecimento global aumentaram desde a assinatura do Protocolo de Kyoto, em 1992, em evento que marcou uma das primeiras conferências sobre o clima no contexto da Nova Ordem Mundial.

A preocupação com as mudanças climáticas tomou outras proporções na virada do século, com a sucessão de desastres ambientais, e a redução na emissão de gases tóxicos, principalmente o CO2, na atmosfera passou a ser prerrogativa para frear a degradação do meio ambiente e ajudar a preservar a camada de ozônio.

As recentes conferências sobre o clima, como a COP21 em Paris, e a COP22 no Marrocos, alertaram os países sobre a importância de oficializar medidas de combate ao efeito estufa.

Grandes metrópoles do mundo como Londres e Nova York, por exemplo, assumiram o compromisso de reduzir drasticamente as emissões a partir de políticas de transporte sustentável e outras políticas regulatórias vinculadas às empresas.

Longe dos grandes centros metropolitanos, uma possível solução para minimizar os efeitos do aquecimento global passa longe dos acordos diplomáticos. Está no campo. A engenharia de plantas – área responsável por desenvolver plantas, legumes e verduras transgênicos – é um dos caminhos possíveis para combater a emissão de gases tóxicos e, ao mesmo tempo, aumentar a produtividade agrícola.

Ciência e Produtividade Agrícola

Um estudo publicado pela conceituada Revista Science, em novembro de 2016, mostrou um caso em que pesquisadores utilizaram métodos transgênicos para aumentar a capacidade das plantas em relação à absorção de gás carbônico (CO2).

A melhora na produtividade agrícola foi notada a partir do aumento da capacidade fotossintética das plantas de Tabaco (Nicotiana tabacum), que intensificaram a produção de biomassa – e consequentemente a retenção de CO2 – em 20% a partir de uma modificação genética.

A maior capacidade das plantas em absorverem o CO2, a partir de métodos ligados à engenharia agropecuária, minimiza os efeitos da liberação dos gases tóxicos na atmosfera. Desta forma, a camada de ozônio, espécie de película que protege a superfície terrestre contra a irradiação solar de maior intensidade consegue ser conservada por mais tempo.

Para se ter noção da importância da camada de ozônio na missão de manter a regulação climática da Terra, as principais aberturas próximas à região da Antártida vem acarretando, ano após ano, no degelo das calotas polares que contribuem para o aumento no nível dos oceanos.

Além de contribuir para a regulação do clima, os métodos que aumentam a produtividade agrícola vão contribuir para uma escalada na produção de alimentos como nunca antes visto, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Em uma projeção a longo prazo, o órgão estimou que até o ano de 2050 a produção de alimentos deve aumentar em torno de 70%. Isto quer dizer que a produtividade agrícola, por sua vez, enfrentará um período de franca evolução.

Manutenção Preditiva e Agronegócio

Medidas de prevenção relacionadas à esfera produtiva são essenciais. Dentre os principais benefícios de se manter uma manutenção regular do maquinário responsável pela produção, estão a antecipação de riscos; a redução de custos com manutenção; a diminuição de paradas desnecessárias; o aumento da vida útil do equipamento e de sua produtividade.

Os métodos de manutenção preditiva podem ajudar a evitar prejuízos durante a safra de colheita. A contaminação é inerente neste setor e faz parte da produção no campo. Por essa razão, uma manutenção preditiva do equipamento agrícola é essencial para evitar maiores prejuízos e mantê-lo sempre em pleno funcionamento.

A manutenção preditiva contribui com a produtividade agrícola ao acompanhar, de forma rigorosa, as principais condições de funcionamento da máquina, oferecendo a possibilidade de acompanhar o processo de degradação da máquina e dados sobre o que lhe resta de vida útil.

A durabilidade das máquinas depende, exclusivamente, das condições em que são utilizadas e do tipo de operação que realizam. Por isso, vale sempre estar atento ao funcionamento do equipamento para se precaver com relação a problemas no maquinário ou na produção.

Descubra qual o estado real do seu maquinário entrando em contato com o grupo de especialistas da MMTec.

Baixe também o e-book “Manutenção preditiva e a indústria 4.0”

Pin It on Pinterest