A manutenção preditiva tem sido o método de manutenção que vem dominando o mercado, sendo já usado por diversas indústrias. Muitos consideram esta a maneira mais eficiente de manter a maquinaria e outros ativos em seu melhor desempenho.

Há muitas razões pelas quais a manutenção preditiva é tão popular: é um processo lógico no qual os recursos são reparados com base em um calendário, informados por dados históricos sobre como e quando uma máquina tende a falhar. E afinal, reparar uma máquina antes de quebrar, é exponencialmente mais barato do que substituí-la.

Mas como a manutenção preditiva trabalha e quais são seus principais procedimentos? Quer saber mais? Continue lendo e descubra conosco!

Como a manutenção preditiva evita paralisações

O objetivo da manutenção preditiva é primeiro prever quando a falha do equipamento pode ocorrer e, em segundo lugar, evitar a ocorrência da falha ao realizar a manutenção. O monitoramento para futuras falhas permite que a manutenção seja planejada antes que ela aconteça.

Idealmente, a manutenção preditiva permite que a frequência de manutenção seja tão baixa quanto possível para evitar manutenção corretiva (reativa) não planejada, sem incorrer em custos associados a uma sobre manutenção nos equipamentos.

Os ativos adequados para manutenção preditiva incluem aqueles que:

  • Têm uma função operacional crítica;
  • Têm modos de falha que podem ser preditos de forma econômica com o monitoramento regular.

A falha de previsão pode ser feita com uma das muitas técnicas disponíveis, como mostraremos. O procedimento escolhido deve ser efetivo na previsão de falhas e também fornecer tempo de alerta suficiente para a próxima manutenção.

Escolher a técnica correta para realizar o monitoramento da condição é uma consideração importante que é melhor feita em consulta com fabricantes de equipamentos e especialistas em monitoramento de condições.

Quando a manutenção preditiva está funcionando efetivamente, ela só será realizada em máquinas quando for necessário. Ou seja, logo antes da ocorrência de problemas. Isso traz várias economias de custos:

  • minimizando o tempo de manutenção do equipamento;
  • minimizando as horas de produção perdidas com a manutenção;
  • minimizando o custo das peças sobressalentes e dos suprimentos.

Os procedimentos de manutenção preditiva

A manutenção preditiva combina técnicas de manutenção preventiva baseadas em condições para criar uma maneira altamente precisa de coletar e avaliar dados de ativos e identificar as tarefas de manutenção necessárias.

Essa estratégia de manutenção oferece três benefícios adicionais em relação a outros métodos de reparo, tais como a captura de dados de sensores, facilidade de comunicação de dados e a possibilidade de fazer previsões.

Como uma manutenção baseada em condições, a preditiva usa equipamentos de monitoramento para avaliar o desgaste e a eficiência de um ativo em tempo real. Embora os especialistas observem constantemente os ativos da empresa, eles nem sempre podem identificar problemas internos.

Aqui estão algumas ferramentas comuns de monitoramento de condições usadas na manutenção preditiva:

  • Análise de termografia por infravermelho: sem perturbar a produtividade, uma imagem de infravermelho avalia o perfil de temperatura de um equipamento para evitar o superaquecimento e a falha;
  • Análise de ultrassom: esse método coloca as frequências de sinais auditivos que um ativo está emitindo para serem avaliados. As frequências medidas são geradas a partir de problemas nos equipamentos como partes elétricas defeituosas, válvulas com vazamento, rolamentos não lubrificados etc;
  • Análise de trincas: também chamado de ensaio por partículas magnéticas, este método é utilizado nos equipamentos para detectar descontinuidades superficiais e sub-superficiais, com até 3 mm de profundidade aproximadamente, em materiais ferromagnéticos;
  • Análise de vibração: este método mede o deslocamento, velocidade ou aceleração de partículas no equipamento para determinar problemas como desalinhamento, desequilíbrio, desgaste e outros;
  • Análise de óleo: verifica a lubrificação de uma máquina. Isso determina a saúde do equipamento, do lubrificante e define quando qualquer um estiver contaminado.

A manutenção preditiva está se tornando rapidamente o próximo nível de estratégias de manutenção para negócios bem-sucedidos. Com seus benefícios a longo prazo e a economia que proporciona, sua empresa poderá aliviar as dores de cabeça de manutenção e ficar um passo à frente da concorrência.

A manutenção preditiva é um dos serviços oferecidos pela MMtec. Realizamos a análise da máquina, de acordo com as necessidades de cada equipamento, utilizando tecnologias de última geração para sua manutenção. Entre em contato com a MMTec e saiba como podemos ajudá-lo a reduzir custos na sua empresa!

Pin It on Pinterest