Dicas para elaborar um cronograma de manutenção industrial

Dicas para elaborar um cronograma de manutenção industrial

Um cronograma de manutenção industrial eficaz é essencial para o ambiente geral de manutenção, garantindo que suas instalações industriais operem de forma otimizada e eficiente.  

Mas sabemos que programar a manutenção industrial pode ser um desafio. Por isso, preparamos este artigo. 

Aqui você encontrará várias estratégias para ajudar a programar sua manutenção industrial de forma eficaz, obtendo o máximo proveito de seus equipamentos. Então, vamos começar! 

O que é um cronograma de manutenção industrial? 

É um plano para organizar os recursos da sua empresa, de forma a garantir que as tarefas de manutenção sejam executadas de acordo com o tempo específico ou gatilhos de uso.  

Afinal, o principal objetivo da manutenção industrial é manter os ativos em ótimas condições de funcionamento, livres de falhas. 

Assim sendo, a criação de um cronograma envolve a coordenação de materiais, equipamentos e prazos para a conclusão de tarefas. Envolve também determinar os responsáveis por executar quais tarefas e como devem ser realizadas. 

O que torna um cronograma de manutenção industrial eficiente de verdade? 

Um plano eficiente precisa cobrir todos os recursos da política de manutenção da sua instalação.  

Por isso, é preciso elaborar um inventário completo de ativos que você precisa manter. A lista, que inclui inúmeros itens – como caldeiras, bombas e equipamentos – garante que nenhum ativo vital seja deixado de lado. 

Você também precisará identificar as tarefas de manutenção específicas que pretende executar. Sempre que possível, alinhe essas tarefas a ativos individuais.  

Um programa bem planejado vai gerar vantagens essenciais, como menores custos, maior qualidade e maior vida útil aos ativos.  

Etapas para um cronograma de manutenção industrial eficaz 

Cronogramas de manutenção industrial eficazes ajudam os gestores de instalações a alocar recursos de manutenção de forma eficiente, manter os ativos protegidos e planejar adequadamente o próximo ano.  

Então, ao elaborar o cronograma de manutenção em sua empresa, observe estas etapas: 

1) Elabore o inventário de ativos 

Crie um inventário com todos os ativos, especialmente aqueles mais importantes da sua organização. Depois, registre os seguintes dados para cada máquina: 

  • Marca e modelo 
  • Número de série 
  • Especificações e capacidades 
  • Número da unidade 
  • Categoria 
  • Localização 
  • Usuários primários 
  • Partes 

2) Determine prioridades 

É importante lembrar que a maioria dos ativos da sua instalação não precisa ser programada para manutenção preventiva. Pois fazer apenas a manutenção preditiva em grandes inventários de ativos pode ser irreal para a maioria das organizações.  

Uma forma de determinar as prioridades do plano de manutenção é realizar uma análise de criticidade: a classificação dos ativos de acordo com seu potencial de risco em diversas categorias. Incluindo operacional, financeira, ambiental e de saúde e segurança.  

As análises de criticidade permitem que os gestores classifiquem, priorizem e programem a manutenção com objetividade, otimizando o tempo da manutenção. 

Desse modo, priorize ativos que são críticos para a produção, exigem manutenção regular ou têm altos custos de reparo e substituição ao fazer seu cronograma de manutenção industrial.    

3) Identifique os intervalos ideais para paradas 

Sem um planejamento adequado, sua empresa corre o risco de desperdiçar recursos preciosos em inspeções e reparos desnecessários.  

Por isso, é essencial determinar os melhores períodos para programar as paradas de manutenção. Mas como definir isso? Estas dicas podem contribuir nesse processo: 

  • Consultar os manuais do fabricante do equipamento para instruções de trabalho de manutenção recomendadas, cronogramas e uso de peças de reposição críticas; 
  • Revisar dados históricos de manutenção para obter insights sobre padrões de falhas anteriores; 
  • Solicitar aos operadores e técnicos de máquinas seus insights sobre os comportamentos dos ativos. 

4) Use a tecnologia para programar a manutenção 

A tecnologia moderna pode ajudar a agilizar as etapas do seu cronograma da manutenção industrial. Além de aumentar a eficiência operacional e financeira de sua empresa. 

Um bom recurso para acompanhar o desempenho dos seus ativos é o Power BI MMtec 

Uma ferramenta que permite acessar informações dos ativos a qualquer horário, de qualquer local – basta ter um smartphone. 

5) Monitore e avalie o desempenho 

Monitorar e avaliar o desempenho da manutenção pode garantir que seu cronograma de manutenção industrial seja concluído de forma eficaz e eficiente.  

Por isso, aposte no acompanhamento dos indicadores-chave de desempenho (KPIs), como: 

  • Custos de manutenção; 

 

Além disso, a revisão regular dos KPIs pode ajudar a identificar tendências e padrões em quebras de equipamentos e investimentos em manutenção.  

Com isso, você pode desenvolver estratégias para minimizar o tempo de inatividade e reduzir custos. 

Explore ao máximo as vantagens da manutenção industrial 

A manutenção industrial de qualidade requer uma abordagem sistemática que inclua planejamento, programação, execução e monitoramento de tarefas de manutenção.  

Ou seja, um cronograma de manutenção industrial bem elaborado, apoiado por uma equipe de manutenção treinada e equipada, garante que as tarefas de manutenção sejam concluídas no prazo e dentro do orçamento.  

Para isso, conte com a MMtec, que é especialista em manutenção de ativos industriais presente há mais de 20 anos no setor. 

Com ela e seu time de especialistas, seu cronograma de manutenção industrial estará pronto para garantir maior produtividade, economia e segurança no ambiente de trabalho. 

CONHEÇA A MMTEC 

Normas para manutenção de máquinas e o papel na segurança

Normas para manutenção de máquinas e o papel na segurança

Seguir adequadamente as normas para manutenção de máquinas é um cuidado fundamental. Assim, é possível proteger tanto os colaboradores quanto os ativos.  

Por isso, normas regulatórias como a NR12, NR10, NR33, NR35 e a NR13 são essenciais para garantir um ambiente de trabalho seguro. Dessa forma, sua empresa consegue mitigar riscos, prevenir acidentes e assegurar a integridade dos ativos. 

Entenda melhor como essas normas se aplicam às suas operações e como é possível torná-las mais eficazes e seguras com as práticas certas no artigo a seguir. 

Por que é importante seguir as normas para manutenção de máquinas vigentes 

A conformidade com as normas regulatórias é um componente crítico para a manutenção de uma planta industrial e de um ambiente de trabalho seguro e eficiente.  

Dessa forma, as normas para manutenção de máquinas foram idealizadas e estabelecidas para: 

Preservar ativos e equipamentos 

As normas são essenciais para preservar a integridade e a vida útil dos ativos industriais.  

Pois ao implementar práticas de manutenção que estejam em conformidade com as normas vigentes, as indústrias podem: 

  • Minimizar falhas em equipamentos 
  • Reduzir a ocorrência de paradas inesperadas 
  • Prolongar a vida útil dos ativos 
  • Garantir uma produção mais estável e de acordo com os padrões de qualidade do mercado 

Proteger a integridade física dos trabalhadores 

As normas para manutenção de máquinas visam proteger os colaboradores contra acidentes, doenças ocupacionais e riscos à saúde no ambiente de trabalho.  

Então, ao seguir essas normas, as empresas reduzem consideravelmente os perigos que os trabalhadores enfrentam no exercício de suas funções. Garantindo, assim, condições de trabalho mais seguras e saudáveis. 

Reduzir riscos e custos 

O cumprimento das normas para manutenção de máquinas ajuda a mitigar riscos de acidentes de trabalho, danos aos equipamentos e interrupções na produção.  

Ou seja, não apenas protege os colaboradores, mas também evita custos associados a multas, indenizações, paralisações não planejadas e possíveis danos à reputação da empresa. 

Garantir a conformidade legal 

É importante salientar que o não cumprimento das normas pode acarretar penalidades legais severas para as empresas. Incluindo multas significativas e interdições.  

Portanto, estar em conformidade com as normas para manutenção de máquinas é essencial para proteger seu negócio de possíveis consequências legais negativas. 

Melhoria contínua 

Quando sua indústria observa corretamente as normas para manutenção de máquinas, envolve-se também em um processo de melhoria contínua. 

Dessa forma, suas operações garantem atualização e aprimoramento constante dos processos de trabalho. 

Principais normas relacionadas à manutenção de máquinas 

Como você já pôde ver até aqui, as normas para manutenção de máquinas não apenas proporcionam uma série de benefícios para suas operações. Como mais segurança e a saúde dos trabalhadores, eficiência operacional, economia, proteção dos ativos e muito mais. 

Por isso, conhecê-las e colocá-las em prática é um investimento crucial para o sucesso a longo prazo da empresa. Conheça as principais normas a seguir: 

NR-12 

A Norma Regulamentadora 12 é voltada para a garantia da segurança no trabalho em máquinas e equipamentos. Dessa forma, a NR-12 estabelece requisitos técnicos e medidas de proteção, como: 

  • Manutenção preventiva para garantir a integridade e a segurança dos equipamentos. 

NR-10 

A NR-10 visa garantir a segurança dos trabalhadores envolvidos em instalações e serviços com eletricidade. Embora não seja regra exclusiva da manutenção industrial, deve ser observada por conta dos riscos elétricos.  

Assim sendo, estabelece diretrizes para prevenção de acidentes, como: 

  • Utilização de equipamentos de proteção individual (EPIs); 
  • Identificação de áreas de risco; 
  • Políticas de rotinas seguras junto às instalações elétricas; 
  • Capacitação de profissionais. 

NR-33 

Já a NR-33 é voltada para práticas em espaços confinados, onde há riscos à saúde ou à vida dos trabalhadores devido a condições adversas e em locais como tanques, vasos, dutos, entre outros.  

Com isso, ela determina uma série de medidas de segurança, como: 

  • Ventilação adequada; 
  • Monitoramento contínuo dos trabalhadores; 
  • Equipamentos de resgate; 
  • Treinamento específico para atuação nestas áreas. 

NR-35 

Voltada para atividades realizadas em altura, a NR-35 é aplicável em operações de manutenção que envolvem trabalho em plataformas elevadas, estruturas ou telhados. Por isso, estabelece requisitos como: 

  • Avaliação dos riscos envolvidos. 

Inspeção NR-13: conte com a expertise da MMtec 

Além de todas estas normas, a Inspeção NR-13 também é vital para assegurar a segurança em equipamentos sob pressão, como caldeiras e vasos de pressão.  

É nesse ponto que a MMtec se destaca. Com sua ampla experiência e conhecimento técnico, a MMtec é especializada na Inspeção NR-13, garantindo o cumprimento das exigências legais e a segurança dos equipamentos. 

 

Confira o case INSPEÇÃO NR-13 DA MMTEC – UMA HISTÓRIA DE SUCESSO 

 

Além disso, a MMtec é referência na excelência em serviços de manutenção preditiva e preventiva, atendendo todas as normas para manutenção de máquinas ser eficiente.  

Pois sua equipe altamente qualificada e o compromisso com a proteção permitem oferecer soluções sob medida, garantindo a conformidade regulatória e a proteção de colaboradores e ativos. 

CONHEÇA MAIS CASES DE SUCESSO DA MMTEC 

 

Valor agregado da manutenção preditiva e outros benefícios.

Valor agregado da manutenção preditiva e outros benefícios.

Cada vez mais as indústrias estão atentas ao valor agregado da manutenção preditiva porque sabem que, melhor do que ver os problemas surgirem, é preveni-los e evitar que se tornem algo grave. 

Ou seja, o foco não está mais no conserto de máquinas – ainda que a correção, em alguns casos, seja necessária. Mas sim em manter um ritmo constante e garantir operações produtivas e mais rentáveis. 

Siga na leitura e veja porque cuidados preditivos oferecem excelentes resultados para sua planta industrial. 

Quais são os benefícios da manutenção preditiva? 

Um programa de manutenção que seja preditivo e eficaz resulta em reparos realizados antes da ocorrência de falhas graves. 

Desse modo, ele ajuda a otimizar o desempenho produtivo, aumentando o valor agregado da manutenção preditiva, reduzindo inspeções e reparos desnecessários. Bem como fazendo uma intervenção precoce para evitar problemas complexos no futuro. 

Dessa forma, a manutenção preditiva traz uma série de benefícios diretos: 

  • Maior vida útil do equipamento: maquinários bem conservados têm melhor desempenho e duram mais;  
  • Menores custos de manutenção: quando realizada de maneira eficiente, a manutenção preditiva evita ao máximo os cuidados reativos e não planejados. Além disso, evita a compra de peças sobressalentes em caráter de urgência, levando a reduzir custos nessa área; 
  • Redução do tempo de inatividade: esse tipo de manutenção também permite planejar melhor os tempos de inatividade em torno do uso para minimizar as interrupções. O que também colabora para maior valor agregado da manutenção preditiva. 

De onde vem o valor agregado da manutenção preditiva? 

Além de todos os benefícios citados no tópico anterior, existem ainda uma série de outras maneiras pelas quais um programa de manutenção preditiva pode mudar e beneficiar as operações 

Redução da quantidade de inspeções 

A implementação da manutenção preditiva revoluciona a abordagem das inspeções ao focar na previsão de falhas por meio de dados obtidos com análises precisas.  

Como as que avaliam vibração, temperatura, trincas, entre outros itens, para identificar padrões de desgaste, reduzindo a necessidade de interrupções na produção por períodos longos. 

Custos menores com mão de obra 

Como valor agregado da manutenção preditiva, a economia se destaca. Afinal, as equipes podem se concentrar em intervenções específicas, evitando atividades preventivas desnecessárias e prolongadas.  

Isso otimiza a alocação de recursos humanos, evitando horas extras. Além disso, o custo pode ser ainda mais otimizado, se a empresa contratar especialistas terceirizados.  

Estoque de peças de reposição mais enxuto 

Prever falhas permite um gerenciamento mais preciso do inventário, evitando grandes estoques de peças de reposição e potencializando o valor agregado da manutenção preditiva. 

Assim, os cuidados preditivos reduzem o capital imobilizado, libera espaço interno na empresa e mantém o orçamento sob controle. 

Atuação mais sustentável  

Ao identificar e corrigir proativamente falhas ou condições ineficientes, a manutenção preditiva contribui para menor desperdício energético, gerando uma operação mais sustentável e maior valor agregado da manutenção preditiva, 

Dessa forma, as empresas minimizam o impacto ambiental ao prevenir falhas que poderiam resultar em danos. 

Mais segurança para os colaboradores 

Identificar antecipadamente potenciais falhas reduz os riscos para os colaboradores, evitando acidentes e situações perigosas 

Prever e corrigir problemas antes que se tornem críticos aumenta significativamente a segurança no local de trabalho. 

Isso também pode contribuir para tornar a empresa um lugar mais interessante para se trabalhar, atraindo cada vez mais talentos ou contribuindo para a retenção dos atuais.  

Valor agregado da manutenção preditiva: garanta estas vantagens  

Como você pode ver, a manutenção preditiva é uma abordagem que não apenas otimiza a eficiência operacional, mas também reduz custos, aumenta a segurança no local de trabalho e promove práticas sustentáveis em diversos setores industriais. 

E sua empresa pode obter todos estes benefícios com o suporte da MMtec. Somos especializados em cuidados preditivos, adotando avançadas análises: 

  • ODS e vibração; 
  • Termografia e análise de trincas; 
  • Medição de Espessuras; 
  • Inspeção NR-13. 

Sabemos que os ativos industriais consomem boa parte do orçamento e que eles precisam ser muito bem cuidados para garantir a performance desejada, prolongando a vida útil da planta industrial e evitando a depreciação precoce. 

Sendo assim, nossa equipe está sempre atualizada em relação às mais modernas técnicas e equipamentos da área, garantindo o melhor serviço aos nossos clientes. 

O resultado é maior produtividade e qualidade em sua produção, com um excelente retorno sobre o investimento.  

 Fale hoje mesmo com nossos especialistas e saiba mais. 

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA MMTEC

Desafios do cálculo do ROI na manutenção preditiva.

Desafios do cálculo do ROI na manutenção preditiva.

O correto cálculo do ROI na manutenção preditiva é fundamental para o sucesso de toda estratégia neste setor. 

Afinal, a manutenção preditiva ajuda empresas a preverem possíveis falhas de equipamentos. Além de solucioná-las antes que se transformem em reparos caros ou tempo de inatividade.  

Contudo, é muito importante mostrar que esses cuidados preditivos fazem sentido, oferecendo uma validação quantificável de que os benefícios garantem um bom investimento. 

Mas obter uma estimativa eficiente envolve lidar com alguns desafios. Conheça os principais deles a seguir – além das melhores soluções para um bom cálculo do ROI na manutenção preditiva. 

Importância do ROI na manutenção preditiva 

O retorno sobre o investimento, comumente referido como ROI, é uma métrica crucial na economia empresarial.  

Ela quantifica os ganhos financeiros de um investimento em relação ao seu custo. Com esses dados em mãos, as empresas podem tomar decisões financeiras informadas. 

Mas como é feito o cálculo do ROI na manutenção preditiva? O cálculo consiste na divisão dos benefícios financeiros obtidos por meio da redução dos custos de manutenção, melhoria da vida útil do equipamento e diminuição do tempo de inatividade pelo custo total de implementação e operação do programa de manutenção preditiva. 

Desafios do cálculo do ROI na manutenção preditiva 

Como você pode ver, o ROI é fundamental para o sucesso de um programa eficiente de manutenção preditiva, equilibrando custos com benefícios.  

Porém, o cálculo depende de uma série de questões que influenciam o ROI. Entenda melhor a seguir. 

Dados históricos confiáveis 

Um dos principais obstáculos para o cálculo do ROI da manutenção preditiva é a ausência de dados históricos que permitam estabelecer o desempenho básico de cada ativo. 

Assim sendo, é preciso ter sistemas de monitoramento que forneçam dados confiáveis e contar com o apoio dos profissionais que atuam na linha de frente. Esses operadores costumam oferecer informações valiosas sobre a máquina que comandam. 

Entre os dados a serem considerados para realizar o cálculo do ROI na manutenção preditiva, temos: 

  • Sensores de temperatura e pressão: monitorar as variações de temperatura e pressão permitem detectar anomalias perigosas. É o caso de superaquecimento, vazamento ou problemas relacionados à pressão;  
  • Monitoramento de vibração: padrões de vibração incomuns costumam indicar desequilíbrio, desalinhamento ou desgaste, indicando a intervenção rápida, antes que ocorram falhas graves; 
  • Controle de umidade: medir os níveis de umidade evita corrosão, crescimento de mofo e outros problemas que, sem solução, vão afetar o desempenho do equipamento; 
  • Dados operacionais: horas de funcionamento e ciclos e condições de carga são dois exemplos de dados relacionados à operação da máquina que permitem uma visão abrangente do equipamento. Assim, o gestor consegue entender como diferentes condições operacionais afetam a saúde dos ativos. 

 Análise custo-benefício 

O cálculo do ROI na manutenção preditiva envolve o levantamento de custos como contratação ou treinamento de pessoal e os equipamentos necessários para inspecionar as máquinas, entre outros fatores. 

No entanto, esses investimentos devem ser ponderados em relação aos benefícios de longo prazo: 

  • Economia com custos de manutenção reduzidos; 
  • Aumento da vida útil dos ativos; 
  • Redução de acidentes; 
  • Diminuição do tempo de inatividade. 

Ao levantar todos esses benefícios será possível verificar um ROI favorável. Especialmente quando a indústria opta pela contratação de parceiros com ampla expertise e solidez no mercado, como a MMtec. 

A influência da qualidade de informações no cálculo do ROI na manutenção preditiva 

Sem informações confiáveis não é possível criar um plano de manutenção eficiente, que atenda às necessidades da planta industrial. E, sem um planejamento bem elaborado, aumentam as chances de aumentar o tempo de inatividade não programado e de gerar despesas extras com mão de obra e compra de peças sobressalentes. 

Por isso, nossos especialistas desenvolveram o Power BI MMtec, um sistema que facilita a gestão de manutenção industrial em empresas de todos os segmentos e portes. 

Através dela, o gestor acompanha cada máquina por meio online, e em tempo real, consultando possíveis falhas. Assim, fica mais fácil realizar a identificação e classificação de riscos de cada ativo monitorado. 

Dessa forma, seu negócio pode contar com um planejamento seguro de manutenção, elevando a produtividade e ampliando a vida útil do maquinário. 

MMtec: equipe especializada e ROI positivo em manutenção preditiva 

Mesmo com a melhor tecnologia em mãos, o sucesso de sua manutenção preditiva está nas mãos de quem a executa.  

Portanto, eis uma forma eficiente de garantir eficiência no cálculo do ROI na manutenção preditiva: contar com suporte terceirizado, como o que a MMtec oferece. 

Além da economia de tempo e dinheiro na contratação e treinamento de pessoal, deixar sua manutenção preditiva com a MMtec, significa retorno positivo nos cuidados com seus ativos. 

Afinal, são mais de 20 anos de experiência no setor, sempre com o acompanhamento das principais novidades na área e foco total na necessidade de nossos clientes. 

  Gostou deste artigo? Aqui estão algumas sugestões de leitura para complementar seu conhecimento: 

 

Análise de falhas na manutenção preditiva: qual a importância?

Análise de falhas na manutenção preditiva: qual a importância?

A análise de falhas na manutenção preditiva é algo comum na rotina de indústrias dos mais diversos setores e portes. 

Afinal, ela desempenha um papel crucial na identificação das causas fundamentais de problemas e na implementação de ações corretivas adequadas 

Neste artigo, exploraremos o que é a análise de falhas na manutenção preditiva. Bem como os benefícios que ela traz para a indústria, mostrando como implementá-la de forma eficiente em sua empresa. 

O que é a análise de falhas? 

A análise de falhas é uma metodologia que visa investigar e entender as razões pelas quais ocorrem falhas nos equipamentos industriais.  

Assim, envolve um processo de investigação detalhada que busca identificar as causas raiz dos problemas, em vez de apenas tratar os sintomas.  

Essa avaliação não só evita futuras falhas de ativos e produtos, mas também protege contra riscos potencialmente perigosos para as pessoas e o meio ambiente. 

Sem contar que essa metodologia proporciona uma visão abrangente, que ajuda a evitar a repetição de problemas no futuro. 

Benefícios da análise de falhas na manutenção preditiva 

O processo de análise de falhas oferece uma série de benefícios, incluindo resultados financeiros, legais e relacionados à segurança: 

Redução de custos e tempo de parada 

Ao identificar as causas raiz das falhas, a análise de falhas na manutenção preditiva permite a implementação de ações corretivas eficazes e direcionadas. 

Dessa forma, proporciona uma redução significativa de custos de manutenção e tempo de parada não planejado, já que os problemas são tratados de forma proativa, evitando repetições. 

Aumento da confiabilidade e disponibilidade de equipamentos 

A análise de falhas possibilita a melhoria da confiabilidade e disponibilidade dos equipamentos, uma vez que as causas fundamentais de problemas são eliminadas. Isso resulta em operações mais estáveis e processos produtivos contínuos. 

Melhoria da segurança 

Ao identificar e corrigir problemas potencialmente perigosos, a análise de falhas na manutenção preditiva contribui para um ambiente de trabalho mais seguro. Ou seja, reduz os riscos de acidentes e danos aos colaboradores e ao maquinário. 

Conhecimento sobre a causa raiz da falha 

Entender a causa raiz é parte fundamental do processo de análise de falhas. Pois isso envolve a coleta de dados para verificar se a falha ocorreu devido a defeito de fabricação ou material ou mau uso. 

Uma vez que a causa da falha tenha sido determinada, ações corretivas podem ser tomadas para evitar a recorrência do problema. 

Melhoria em produtos e processos futuros 

Os processos de fabricação e os projetos de produtos podem ser melhorados devido à compreensão do modo de falha. 

Então, a análise de falhas na manutenção preditiva não apenas evita que o problema aconteça novamente, mas também protege contra ações legais e preserva a reputação de sua empresa. 

Como implementar a análise de falhas na manutenção preditiva de forma eficiente 

Contar com uma política eficaz de manutenção é uma das melhores formas de proteger seus ativos, garantindo também que as operações não sofram com paradas não programadas ou questões que afetem a qualidade de seus produtos. 

Para isso, é preciso que seu time de manutenção siga algumas etapas, como: 

Coleta de dados adequada 

A coleta de dados é o primeiro passo para a análise de falhas. É essencial registrar informações detalhadas sobre o histórico de manutenção, condições de operação, sintomas de falhas e quaisquer outros dados relevantes. 

Equipe qualificada 

Contar com uma equipe experiente e qualificada é fundamental para uma análise de falhas na manutenção preditiva ser bem-sucedida.  

Dessa forma, especialistas de sua própria equipe ou como recurso terceirizado, podem conduzir investigações aprofundadas e precisas.  

Ferramentas e tecnologias avançadas 

O uso de ferramentas e tecnologias avançadas, como análise de vibração, termografia, análise de óleo, entre outras, fornecem informações cruciais para a análise de falhas, permitindo a detecção precoce de problemas. 

Conte com um suporte especializado em análise de falhas na manutenção industrial 

Para otimizar ainda mais a manutenção preditiva e a análise de falhas, é essencial contar com um parceiro que possua profunda expertise em manutenção industrial, como a MMtec 

Com uma equipe qualificada e a utilização de tecnologias de ponta, temos soluções personalizadas para maximizar a confiabilidade, eficiência e disponibilidade dos equipamentos industriais.  

Ao contar com a MMtec, sua organização tem acesso a serviços especializados que ajudam a implementar a análise de falhas de forma eficaz e aprimorar seus processos de manutenção preditiva.

Análise de falhas na manutenção preditiva: qual a importância?

Conheça as semelhanças entre manutenção preditiva e prescritiva.

Apesar de pontos semelhantes, manutenção preditiva e prescritiva possuem abordagens distintas para o cuidado com os ativos industriais.  

Ambas agem de modo proativo, ou seja, antes que a máquina apresente problemas e sua produção seja interrompida para consertos que, por não serem previstos, costumam ser mais demorados e caros. 

Siga na leitura e descubra semelhanças, benefícios e outras informações relevantes que os especialistas da MMtec prepararam para você! 

Entenda melhor a manutenção prescritiva e a preditiva 

Também conhecida como RxM, essa metodologia é mais do que uma manutenção proativa que usa Inteligência Artificial (IA) manutenção preditiva com inteligência artificial (IA).  

Essa abordagem exige um sistema cognitivo que possa compreender informações imprevisíveis, por meio do uso de Big Data, IA e aprendizado de máquina (machine learning), exigindo uma infraestrutura de TI mais robusta – e cara. 

Já a preditiva é uma abordagem estratégica na gestão de ativos e manutenção industrial, baseando-se na monitorização contínua de equipamentos para prever falhas antes que ocorram.  

Em outras palavras, ao invés de adotar uma ação reativa (manutenção corretiva) ou seguir um cronograma fixo (manutenção preventiva), manutenção preditiva e prescritiva utilizam dados atualizados 

Só que diferente da RxM, o cuidado preditivo adota sensores e técnicas de análise para identificar padrões e comportamentos anômalos nos equipamentos. 

Semelhanças entre manutenção preditiva e prescritiva 

Embora haja diferenças entre manutenção preditiva e prescritiva, ambas compartilham semelhanças significativas em seus objetivos e benefícios. Aqui estão algumas delas: 

Prevenção de falhas 

Os dois métodos visam prevenir falhas ao monitorar continuamente o estado dos equipamentos, identificando padrões e comportamentos anormais que possam indicar problemas iminentes. 

Minimização de tempo de inatividade 

Manutenção preditiva e prescritiva têm como objetivo minimizar o tempo de inatividade não planejado, permitindo intervenções proativas antes que ocorram falhas críticas. 

Assim, é possível garantir a continuidade operacional, sempre com qualidade e cumprindo os prazos combinados nas negociações com os clientes. 

Manutenção preditiva e prescritiva otimizam custos 

Os dois casos geram economia por conta de fatores como maior conservação dos ativos, menor tempo de parada para consertos, compra de peças de reposição planejada, etc.  

Também colaboram com a redução de custos, a melhor utilização de mão de obra e materiais, direcionando-os apenas para onde são realmente necessários. 

Afinal, ao focar nos equipamentos que realmente precisam de manutenção, a empresa pode otimizar seus recursos, evitando intervenções desnecessárias em equipamentos que ainda estão em bom estado. 

Uso de tecnologia avançada 

O uso de tecnologia avançada, como IA, sensores e sistemas de monitoramento remoto permitem coletar e processar informações sobre o estado dos equipamentos. 

Tendo semelhanças, manutenção preditiva e prescritiva garantem benefícios significativos. 

Maior vida útil dos equipamentos 

A capacidade de antecipar problemas permite realizar intervenções de manutenção no momento certo, prolongando a vida útil dos ativos e evitando substituições prematuras. 

Mais segurança 

Ao identificar potenciais falhas de segurança antecipadamente, manutenção preditiva e prescritiva contribuem para a criação de ambientes de trabalho mais seguros. 

Aumento da eficiência operacional 

Evitar falhas inesperadas e realizar manutenção no momento certo garante que os equipamentos estejam em pleno funcionamento quando necessário. 

Quando escolher entre manutenção preditiva e prescritiva? 

Manutenção preditiva e prescritiva oferecem vantagens financeiras e também contribuem para a confiabilidade operacional e a segurança no local de trabalho. 

Além disso, colaboram para elevar a satisfação do cliente, que recebe produtos de qualidade e sem atrasos na entrega. Por tudo isso, proporcionam uma gestão mais eficiente e inteligente dos ativos industriais. 

Mas ainda que as duas sejam estratégias valiosas, é preciso considerar alguns aspectos: 

Manutenção preditiva e prescritiva: qual é mais simples na implementação? 

Geralmente, a manutenção preditiva é mais fácil de implementar, exigindo menos complexidade na infraestrutura de dados e na integração de sistemas.  

Pode ser adotada com sucesso em uma variedade de ambientes sem a necessidade de investimentos substanciais em tecnologia. 

Valor de investimento 

Entre manutenção preditiva e prescritiva, a primeira requer um investimento inicial menor, o que pode ser um fator decisivo para empresas de desejam eficiência, sem extrapolar o orçamento. 

Flexibilidade e adaptabilidade 

A manutenção preditiva é frequentemente mais flexível e adaptável a uma variedade de equipamentos e ambientes.  

Isso acontece porque sua abordagem centrada na previsão de falhas pode ser aplicada eficazmente em diferentes setores industriais. 

Menor dependência de infraestrutura complexa 

Se sua empresa não possui sistemas avançados de TI ou não deseja investir recursos significativos em tecnologias mais sofisticadas, entre manutenção preditiva e prescritiva, a primeira é a mais indicada. 

O motivo é que a preventiva exige uma infraestrutura menos complexa em comparação com a outra opção. 

Intervenção humana mais controlada 

Em alguns casos, a manutenção preditiva permite um controle mais direto por parte da equipe de manutenção e dos operadores das máquinas.  

Esse é um importante diferencial em situações em que a intervenção humana é valorizada, especialmente em decisões críticas. 

Facilidade de adoção em equipamentos menos complexos 

Na dúvida entre manutenção preditiva e prescritiva, quando os ativos são mais simples? Fique com a manutenção proativa, que oferece subsídios suficientes para prever falhas em todo tipo de máquina. 

 Agora que você entendeu as semelhanças entre a manutenção prescritiva e a preditiva, te convidamos a ler mais dois artigos do Blog da MMtec: 

  1. Impacto da tecnologia 5G na manutenção industrial 
  1. Impacto do metaverso na manutenção preditiva 
Open

Solicite um Orçamento