Manutenção industrial gera receita. Descubra o porquê!

Manutenção industrial gera receita. Descubra o porquê!

Afinal, a manutenção industrial gera receita ou despesas para sua empresa? É muito importante entender o papel e os benefícios de um planejamento de manutenção industrial bem elaborado e executado por profissionais habilitados. 

Essa clareza de informações sobre o trabalho de cuidar dos ativos é essencial para que não paire nenhuma dúvida em relação a essa atividade tão importante. 

Siga na leitura e veja porque uma boa gestão de ativos, itens tão valiosos para uma organização, em pleno funcionamento é uma decisão estratégica. 

Boa leitura! 

Despesas, gastos e custos – por dentro dos conceitos 

Despesas, gastos e custos são conceitos que podem ser facilmente confundidos, impedindo de enxergar o real valor da manutenção industrial. Por isso, saiba mais sobre cada um deles. 

Custos 

Valor pago ao trabalho necessário para a produção de bens ou serviços. Estão incluídos: matéria-prima, água e eletricidade, mão de obra, depreciação de itens imobilizados, etc. 

Os custos estão divididos em fixos (que nunca mudam) e os variáveis, diretamente ligado à produção – se ela aumenta, eles crescem também. 

Despesas 

Relacionadas com valores gastos para manter a estrutura administrativa e comercial, como propaganda, comissão de vendedores, etc. 

Gastos 

Contabilmente falando, custos e despesas são categorias de gastos. Em outras palavras, são valores que a empresa precisa arcar para conquistar os objetivos desejados.  

Eles envolvem todos os valores relacionados a custos, despesas e investimento – como a compra de um equipamento novo, por exemplo. 

E a manutenção industrial, como classificar na prática? 

Os valores investidos com manutenção, contabilmente falando, são classificados como custos. 

No que diz respeito aos salários e encargos relacionados à mão de obra, eles são designados como custo fixo indireto.  

Enquanto o serviço de manutenção em si, representa um custo fixo variável, isto é, muda conforme a produção e necessidade de inspeção e reparos. 

Contudo, será que o retorno oferecido por um plano de manutenção eficiente, como a redução de custos, pode ser contabilizado? Siga na leitura para descobrir!  

Manutenção industrial gera receita ou representa só despesas? 

A grosso modo, podemos definir receita como sendo todos os recursos provenientes da venda de produtos ou serviços. 

Já as despesas são os valores que a organização precisa desembolsar para manter sua estrutura funcionando corretamente. 

Analisando assim, friamente e sob a ótica de contabilidade, a manutenção é classificada como despesas.  

No entanto, é importante analisar melhor a situação, bem como o papel dos cuidados com os equipamentos nos resultados organizacionais. 

Por exemplo, o que acontece se o time comercial ultrapassar suas metas de vendas, mas a produção não entregar produtos dentro do prazo prometido? E, claro, com a qualidade que leva os clientes a efetuarem novos pedidos. 

Ou, ainda, qual o prejuízo para a empresa quando a vida útil de ativos valiosos e imprescindíveis é reduzida por conta de cuidados inadequados ou pela falta deles? 

Outro exemplo que mostra que, ao menos indiretamente, a manutenção gera receita diz respeito a maior segurança dos colaboradores. Afinal, máquina com problemas coloca em risco a integridade física dessas pessoas. 

Tudo isso precisa ficar bem claro para que a manutenção industrial não seja lembrada apenas no momento em que ocorrem problemas com os equipamentos. 

Consequências da falta de manutenção 

Muitas vezes, a valorização de uma atividade é maior quando fazemos o exercício de pensar na rotina sem ela. 

Sendo assim, o que seria de uma empresa sem um plano de manutenção  corretamente elaborado?  

O resultado não seria nada bom, começando por paradas não programadas por conta de falhas em equipamentos. E, como sabemos, interrupções na produtividade geram prejuízos. 

Além disso, a manutenção corretiva costuma ser mais demorada do que a manutenção preditiva ou mesmo a preventiva. E mais custosa também, quase sempre envolvendo aquisição urgentes de peças – a preços maiores. 

Quanto aos clientes, insatisfeitos com atrasos ou produtos de qualidade inferior, quais as chances de deixarem de comprar da empresa? E mais: como ficam a credibilidade e a reputação organizacionais? 

Se a falta de manutenção gera tantos transtornos e pode levar a perda de contratos e prejuízos para a organização, claro que ela é essencial.  

E, também, é justo afirmar que a manutenção industrial gera receita – assim como o setor comercial, por exemplo. 

Retornos obtidos com uma manutenção industrial eficiente 

É muito importante que a área de manutenção industrial mostre como seu trabalho gera retornos financeiros para a organização. 

Mas, como fazer isso? Demonstrando a economia gerada pelo trabalho bem executado e adequadamente planejado, por meio de dados relevantes – como, por exemplo: 

  • O valor economizado ao usar a manutenção preditiva para evitar paradas não programadas e aumentar a vida útil dos ativos; 
  • A gestão de estoque ficou mais eficiente com a implementação da manutenção preditiva; 
  • Aumento do intervalo entre as paradas para inspeção e reparos; 
  • redução no tempo para correção de falhas, bem como um resultado mais eficiente; 
  • redução no número de acidentes; 
  • Conquista de uma operação mais sustentável, tendo em vista a maior durabilidade dos equipamentos e o correto descarte de óleos e outros itens. 

A soma desses resultados altamente positivos reforça o argumento de que a manutenção industrial gera receita para a organização. Desde que seja executada por profissionais experientes.  

Um bom trabalho de manutenção industrial é um excelente investimento para a organização. Isso porque reduz gastos com mão de obra, peças de reposição, bem como por prolongar a vida útil dos ativos. 

Além disso, garante melhor performance da planta industrial que mantém a produção de qualidade, sem paradas não programadas. 

Elimine a cultura de quebra e conserta, que significa maiores custos, substituindo-a pela manutenção preditiva. Ela detecta falhas e as corrige antes que se transformem em um grande problema, gerando grandes vantagens. 

Uma delas, muito importante, é provar à direção da empresa que manutenção industrial gera receita. Se não de modo direto, pela maneira com que reduz custos e aumenta a eficiência operacional. 

Para isso, conte com o parceiro em manutenção industrial certo para seus negócios.   

Com a MMtec, você implementa uma manutenção preditiva altamente profissional que vai proporcionar maior vida útil às máquinas, com menor tempo de inatividade. Também vai ganhar agilidade e qualidade, além de outros benefícios que mostrarão como a manutenção industrial gera receita! 

Se você deseja transformar sua manutenção em fonte de benefícios e receita em sua companhia, continue acompanhando as dicas exclusivas em nosso Blog! 

Para começar, sugerimos a leitura de: 

Transformação digital na manutenção preditiva 

Empresas que reduziram custos com a manutenção preditiva 

Manutenção preditiva à distância ganha espaço nas empresas

Manutenção preditiva à distância ganha espaço nas empresas

A manutenção preditiva à distância deixou de ser uma tendência para tornar-se realidade durante a pandemia.  

Tendo em vista a necessidade de distanciamento social e os protocolos de segurança, parte do acompanhamento passou a ser feito via internet. 

Contar com mais essa maneira de efetuar inspeções é muito bom porque os cuidados com os ativos são ainda mais cruciais em períodos desafiadores como o atual.  

Eles vão garantir a produtividade e evitar paradas imprevistas, que costumam gerar maiores gastos. 

Veja a seguir mais detalhes sobre o assunto. 

Manutenção industrial: sempre essencial 

Todo gestor de manutenção sabe que nada substitui um programa regular de manutenção dos ativos.  

Deixar de lado os cuidados com equipamentos gera consequências graves, entre elas paradas não programadas e mais longas do que aquelas que são planejadas. E mais: menor vida útil das máquinas, perda de produtividade, riscos de acidentes, etc. 

Além de manter os equipamentos funcionando corretamente, a manutenção regulariza toda a operação industrial, garantindo eficiência e melhores resultados. 

Sendo assim, mesmo em períodos complexos, como os provocados pela pandemia, é essencial não perder de vista a importância desse processo. 

Afinal, mais do que nunca é essencial manter as plantas em pleno funcionamento, adiando investimentos em maquinários novos 

E, ao mesmo tempo, evitar gastos não planejados como, por exemplo, a substituição de peças gastas prematuramente pela falta de inspeção regular. 

Assim sendo, concluímos que a manutenção industrial colabora para reduzir custos, enquanto proporciona o máximo desempenho da planta industrial. 

Manutenção preditiva à distância aumenta com a pandemia 

É inegável que a pandemia provocada pelo novo coronavírus afetou toda a economia mundial, gerando desafios em todos os segmentos do mercado. 

manutenção industrial também precisou se adaptar e, por isso, uma tendência que já estava sendo observada, cresceu bastante: a manutenção preditiva à distância. 

Diminuindo a interação humana com equipamentos energizados, bem como evitando a presença de pessoas dentro de subestações, ela já vinha sendo adotada para maior segurança. 

Um bom exemplo é a Inspeção NR 13, voltada para caldeiras, vasos de pressão com P.V. acima de 8, tubulações interligadas a caldeiras, entre outros equipamentos. 

No entanto, para respeitar o distanciamento social sem abrir mão dos cuidados com as máquinas, a manutenção preditiva à distância entrou em cena de vez.  

Além de manter a operação eficiente, evitando interrupções na produtividade, ela garante a devida proteção a todos os envolvidos no processo.  

Não à toa, tornou-se uma resposta inteligente e segura para as empresas que valorizam seus ativos. 

Como funciona a manutenção preditiva à distância  

Com o advento da Indústria 4.0, a manutenção industrial passou por transformações para acompanhar a evolução tecnológica. 

Essa adaptação às novidades é algo contínuo e as empresas que conseguem acompanhar a inovação de modo rápido, se destacam das demais. 

A própria pandemia, que pegou a todos de surpresa, está proporcionando oportunidades para modernizar operações e enfrentar desafios.  

É o caso da manutenção preditiva à distância, que já existia em menor proporção, mas vem ganhando terreno. 

Ela garante a continuidade das operações, operando por telediagnóstico. Isto é, sensores conectados às máquinas captam dados que são armazenados em um aplicativo próprio para isso. 

O responsável pela manutenção preditiva acessa essas informações, analisa e toma as providências necessárias 

Dependendo do caso, instrui o operador do equipamento e soluciona o problema remotamente. Em situações mais complexas, o profissional de manutenção vai até o local já consciente das necessidades para solucionar o problema. 

Em ambas as possibilidades, o processo é muito mais rápido, eficiente, econômico e seguro. 

Assim, tudo indica que, mesmo após a pandemia da Covid-19, a demanda por manutenção preditiva à distância continuará a crescer. 

Analisar dados de equipamentos, atualizados em tempo real, efetuando diagnósticos precisos e ágeis, bem como criando um plano de manutenção eficiente.  

Eis alguns dos benefícios dessa modalidade de manutenção que, ainda, garante a qualidade e bom desempenho da produção, reduzindo custos.

Vantagens que toda organização busca para se manter competitiva e obter bons resultados!

Manutenção preditiva à distância ou presencial é com a MMtec 

Como notamos, a manutenção preditiva à distância ganhou destaque nos últimos tempos. Graças às transformações no mercado, ao avanço tecnológico, bem como à criação de soluções especialmente voltadas ao setor.  

Uma dessas soluções é Power BI MMtec, desenvolvida por engenheiros experientes em manutenção preditiva. 

Contudo, para que a manutenção preditiva à distância possa ocorrer de modo eficiente, não basta contar com ferramentas adequadas.  

É preciso ter o apoio de especialistas para analisar os dados e tomar as melhores decisões para o cuidado com os ativos. Também é essencial contar com peças de reposição de qualidade, que sejam duráveis e elevem ao máximo a relação custo-benefício. 

A equipe da MMtec está à disposição para te ajudar a manter a manutenção preditiva à distância ou presencial, bem como o orçamento dentro dos trilhos. Inclusive, oferecendo as melhores peças de reposição do mercado! 

FALE CONOSCO! 

Melhorando a rotina do gestor de manutenção

Melhorando a rotina do gestor de manutenção

rotina do gestor de manutenção é muito complexa e desafiadora. Tanto que muitos integrantes da diretoria ainda veem a manutenção estritamente como um centro de custo. 

Este é um dos motivos pelos quais muitos gestores de manutenção precisam trabalhar com um orçamento muito apertado.  

Além disso, esse fato pode comprometer a qualidade geral do trabalho que seu departamento pode entregar e ocasionar riscos para a empresa.  

Afinal, contar com uma equipe de manutenção capacitada oferece muitas vantagens competitivas para a empresa. Como, por exemplo: 

  • Garantir mais tempo de atividade dos ativos 
  • Manter uma boa imagem de marca, 
  • Prevenir e eliminar dificuldades técnicas, 
  • Proteger a reputação de qualquer impacto negativo na produtividade de suas instalações. 

Foi pensando nisso que produzimos este artigo. 

Assim, ao final da leitura você saberá porque é essencial entender a rotina do gestor de manutenção, bem como a importância da atividade dentro de sua organização. 

O papel do gestor de manutenção em uma empresa 

O gestor de manutenção deve conciliar atividades operacionais e responsabilidades estratégicas.  

Em outras palavras, ele deve garantir que as operações do dia-a-dia ocorram sem problemas. Além disso, deve realizar ações que estejam em linha com os objetivos estratégicos da empresa como um todo. 

A rotina de um gestor de manutenção é um desafio em busca do equilíbrio. Por um lado, é preciso garantir que os técnicos de manutenção tenham o que é necessário para fazer seu trabalho com eficiência.  

Em contrapartida, precisa mensurar cada ação em relação ao orçamento disponível e adequar as necessidades do departamento às expectativas da administração. 

Responsabilidades dentro da rotina do gestor de manutenção 

Embora o escopo exato do trabalho seja definido de acordo com o tamanho da empresa, um gestor de manutenção típico é responsável por manter as operações de solo funcionando.  

Para isso ele deve gerenciar e supervisionar todas as atividades relacionadas à manutenção. Na prática, isso inclui: 

  • Programar e supervisionar todo o trabalho relacionado à manutenção, gerenciando uma equipe de técnicos e supervisores de manutenção; 
  • Garantir que todas as operações de manutenção sejam feitas de acordo com a política da empresa e as diretrizes da CIPA; 
  • Certificar-se de que a instalação satisfaça todos os regulamentos da indústria; 
  • Gerenciar orçamentos; 
  • Fazer a previsão, pedido e negociação de preço para estoque de peças sobressalentes; 
  • Desenvolver e implementar um programa de manutenção (proativo); 
  • Gerenciar os processos de contratação e desligamento do pessoal de manutenção, em parceria com o setor de RH; 
  • Coordenar a conclusão de reparos complexos 
  • Buscar novas formas / ferramentas / ativos para melhorar a produtividade e cortar custos; 
  • Elaborar relatórios de manutenção. 

Esta lista é um conjunto de tarefas englobadas na rotina do gestor de manutenção em pequenas e médias empresas.  

Contudo, em algumas organizações maiores, parte desse fluxo de trabalho tende a ser compartilhado com supervisores de manutenção. 

Habilidades essenciais em um gestor de manutenção 

Existem muitas habilidades que os empregadores desejam ver em seus gestores de manutenção. Contudo, especialistas do setor apontam que existem três habilidades principais necessárias: 

  • Boas habilidades organizacionais; 
  • Capacidade de enxergar cenários mais amplos; 
  • Talento em relações interpessoais. 

Como você verá no próximo tópico, estas habilidades têm conexão direta com alguns desafios comuns na rotina do gestor de manutenção. Por exemplo: o gerenciamento de tempo e o gerenciamento de operações. 

Principais desafios na rotina do gestor de manutenção 

Já mencionamos neste artigo que um dos grandes desafios do gestor de manutenção está em mostrar à empresa o valor real do seu trabalho. Bem como dos processos de seu setor. 

Todavia, existem ainda outras questões a serem superadas no dia a dia de um gestor de manutenção:  

  • Acompanhar o trabalho de manutenção em andamento; 
  • Atuar e contornar em situações emergenciais das mais diversas naturezas – de um equipamento quebrado às questões de relacionamento entre a equipe; 
  • Encontrar o tempo para realizar as tarefas do dia-a-dia sem todas as interrupções da equipe e dos operadores; 
  • Garantir uma boa comunicação da equipe com outros departamentos; 
  • Lidar com a gestão de pessoa; 
  • Otimizar a estratégia de manutenção para ter o maior tempo de atividade com o menor custo; 
  • Produzir e processar todos os dados obtidos através das análises a fim de determinar a melhor política de manutenção para a organização, entre outros. 

O papel da tecnologia na rotina do gestor de manutenção 

O uso de dados nos processos de manutenção pode contribuir muito positivamente para otimizar as tarefas do gestor.  

Assim sendo, com a aplicação de um software para a gestão da manutenção de ativos, como o Power BI MMTec, o gestor consegue ter uma visão mais global do status de toda a planta industrial. 

Isso garante tomadas de decisão mais ágeis e assertivas. Dessa forma, o gestor consegue: 

  • Garantir dados históricos precisos para resolução de problemas; 
  • Fazer o orçamento de recursos para uso de equipamentos; 
  • Proporcionar o treinamento adequado para operadores e técnicos de equipamentos; 

Agora você sabe como é a rotina de um gestor de manutenção e a importância disso para sua empresa. Se você quiser se aprofundar mais no tema, acompanhe nosso blog, começando pela leitura dos artigos: 

 

As vantagens da manutenção preditiva baseada em dados

As vantagens da manutenção preditiva baseada em dados

manutenção preditiva baseada em dados é uma das fortes tendências da Indústria 4.0. Afinal, para agir de modo assertivo, sua empresa precisa ter insights proativos e baseados em informações confiáveis e atualizadas.  

É por isso que as equipes de manutenção já começaram a adotar o uso de dados e análises para melhorar o desempenho. 

Ao enfatizar o uso de dos dados, o setor pode estabelecer programas de manutenção preditiva. Dessa forma, reduzem o tempo de inatividade e ajudam sua empresa a economizar no investimento em manutenção. 

Além disso, esta iniciativa traz inúmeros benefícios para o seu negócio. Entenda melhor como isso funciona com a leitura deste artigo. 

O que é a manutenção preditiva baseada em dados? 

Uma extensão natural do uso de dados em manutenção é a manutenção preditiva. Usando dados de máquina junto com outras informações da área, a operação pode realmente entender a integridade e o desempenho de seus ativos.  

Esse resultado é obtido através da instalação de sensores e utilizando os dados para modelar a performance de cada equipamento. Assim, depois que um modelo é estabelecido, a operação pode usar dados em tempo real para prever quando a máquina sofrerá uma pane. 

Obviamente, essa informação é muito valiosa. Com a capacidade de perceber um evento futuro, sua empresa pode planejar uma resposta de maneira adequada.  

Dessa forma, é possível estabelecer uma rotina eficiente entre as equipes de manutenção, operações e cadeia de suprimentos. Isso ajuda a economizar muito tempo, dinheiro e aborrecimento para todas as partes. 

A chave para uma estratégia de manutenção preditiva baseada em dados eficaz é o uso de CMMS para planejamento e rastreamento de eventos de manutenção.  

Nesse sentido, um bom exemplo de um sistema de gerenciamento de manutenção computadorizado ??(CMMS) é o Power BI MMtec. Com esse tipo de ferramenta, os dados dos ativos podem ser alimentados diretamente na solução em nuvem ou usados para automatizar ordens de serviço. 

Assim sendo, fica claro que um programa de manutenção preditiva baseada em dados não economiza só dinheiro.  

Ele também reduz o risco e, em alguns casos, pode até salvar vidas, evitando falhas catastróficas de equipamentos críticos. 

Por que aplicar a manutenção preditiva baseada em dados na sua empresa? 

Muitas empresas afirmam que é um verdadeiro desafio prever quando é preciso fazer a manutenção do equipamento. Além disso, acreditam que é difícil pesar os riscos de perda de tempo de produção e os de uma quebra em potencial. 

Neste caso, as organizações geralmente abordam o problema de duas maneiras:  

  • Reativamente – corrigindo as falhas já existentes; 
  • Proativamente – usando a experiência anterior para antecipar possíveis interrupções.  

Infelizmente, essas abordagens não são eficazes o suficiente. Afinal, se sua empresa não puder prever com precisão que uma máquina ou um equipamento quebrará, o tempo de inatividade pode ser muito longo.  

Contudo, o problema pode ser maior. Além de substituir a peça com defeito, sua empresa pode precisar aguardar por um tempo maior de entrega ou pagar mais pela urgência. Isso vai resultar na paralisação da produção e maiores custos. 

Assim sendo, crescem os custos com tempo de inatividade e o risco de afetar as relações com seus clientes. Além disso, existe ainda o risco para a sua reputação no mercado. 

Vantagens da manutenção preditiva baseada em dados 

Um dos principais atrativos de adotar essa política de manutenção é que ela torna a visão do futuro mais precisa e confiável do que outras ferramentas. 

Seu principal benefício é dar às empresas a capacidade de reduzir o custo necessário para prever resultados potenciais.  

Além disso, também pode estender a vida útil de seus equipamentos, reduzir tarefas de manutenção preventiva desnecessárias e otimizar seu estoque de peças sobressalentes. Entenda melhor a seguir. 

Vida útil mais longa dos ativos 

Substituir antes da quebra não é o único resultado da manutenção preditiva baseada em dados. Afinal, os dados avançados podem ser usados para entender melhor como estender a vida útil do ativo atual em serviço.  

Porém, quais são os modos de falha comuns e como eles podem ser atenuados? Essas informações serão muito valiosas para o sucesso da sua empresa. 

Otimização dos processos de manutenção 

Conforme os dados são coletados sobre a integridade do equipamento, sua empresa pode obter um melhor entendimento sobre as atividades necessárias para mantê-los funcionando com eficiência.  

Dessa forma, sua equipe de manutenção pode começar a otimizar suas atividades de manutenção preventiva. Também pode trabalhar na análise da causa raiz e, assim, aumentar a confiabilidade do equipamento. 

Controle eficaz das peças de reposição 

Os estoques de peças sobressalentes costumam ser gerenciados por data de uso. Se uma fábrica não usou uma peça de reposição por um longo período, poderá avaliar se deve continuar a estocá-la.  

Essa linha de pensamento tem muitas sutilezas, como o tempo de espera da peça de reposição do fabricante, a criticidade do ativo, o custo da peça e assim por diante. 

No entanto, ao aplicar a manutenção preditiva baseada em dados, o estoquista de peças pode usar os dados para pesar todos esses fatores. Não é mais um processo de eliminação de estoque por data, que pode perder informações críticas e prejudicar o negócio. 

Manutenção preditiva baseada em dados: em prol do seu sucesso 

O tempo de inatividade pode custar à sua empresa dezenas de milhões por ano. Optar pela aplicação de dados através da manutenção preditiva pode ser uma ótima solução para antecipar falhas e reduzir custos com tempo de inatividade.  

Além disso, explorar os recursos de um software vai aumentar a eficácia do departamento de manutenção. O que, por sua vez, vai otimizar o tempo de operação da operação. 

O Power BI, da MMtec, pode ser a solução ideal para sua empresa. Voltado para a Gestão de Ativos em Manutenção, esse software permite o acesso a informações de cada equipamento, monitorado de qualquer local ou horário. 

A solução foi desenvolvida por especialistas da MMtec, que possuem ampla expertise no setor de manutenção.  

Os recursos foram todos pensados para otimizar o tempo de sua equipe, garantir um ambiente de trabalho mais seguro e facilitar a tomada de decisões mais assertivas por parte dos gestores. 

Com o Power BI MMtec, você aplica a manutenção preditiva baseada em dados de forma rápida e prática em sua empresa. Clique e solicite sua demonstração: 

QUERO CONHECER POWER BI MMTEC 

Pandemia reforça importância da manutenção preditiva

Pandemia reforça importância da manutenção preditiva

Pandemia reforça importância da manutenção preditiva : A manutenção preditiva é essencial para garantir às empresas a continuidade de suas operações, sem imprevistos.  

Mas isso ganha contornos ainda mais urgentes quando enfrentamos situações como a COVID-19. Aliás, um dos grandes problemas revelados pela pandemia foi o descuido com equipamentos voltados a salvar vidas – caso de respiradores, por exemplo. 

Atualmente, muitas empresas buscam formas de enxugar o orçamento para manter a rentabilidade dos negócios. Nestes casos, as políticas de manutenção tendem a ser deixadas de lado.  

O custo dessa decisão pode ser fatal para muitos negócios. Afinal, uma política de manutenção preditiva bem estruturada: 

  • Protege seu orçamento; 
  • Prepara sua empresa para sair na frente na retomada.  

Entenda melhor como esse equilíbrio funciona e como aplicar esse conhecimento em seu negócio, evitando mitos sobre o assunto, com a leitura a seguir. 

3 motivos para manter uma agenda de manutenção preditiva em sua empresa 

A pandemia pegou o mundo inteiro de surpresa. Por isso muitas empresas se viram obrigadas a fazer mudanças drásticas para manter suas operações íntegras. 

O aspecto financeiro talvez tenha sido um dos que mais sofreram nesse cenário. Afinal, foi preciso reformular metodologias de trabalho, adquirir ferramentas para integrar a equipe online, aumentar espaço de armazenamento na nuvem, reforçar a segurança da informação e muito mais. 

Com isso, as empresas foram obrigadas a cortar muitos gastos. Mas a manutenção preditiva não pode (ou não deveria) fazer parte desta lista.  

Veja abaixo o porquê de um plano de manutenção preditiva ser tão importante: 

1) A manutenção preditiva poupa sua empresa de imprevistos 

Entre as empresas que atualmente experimentam um rápido declínio na receita por conta da pandemia, é comum ver uma demanda urgente para cortar custos. Pois como o ritmo de atividade foi reduzido, existe a tentação de eliminar a manutenção preditiva.  

Mas isso não é novidade: deixar a manutenção em segundo plano é um hábito ainda comum em muitos setores.  

A saúde é um bom exemplo: estima-se que mais de 43 mil equipamentos de manutenção da vida e de diagnóstico por imagem estão fora de uso no Brasil. Deste total, 7,8 mil correspondem a reanimadores pulmonares.  

Se a política de manutenção hospitalar não tivesse sido desconsiderada, esses equipamentos estariam em pleno funcionamento – e mais vidas seriam salvas.  

Sendo assim, ao lidar com um imprevisto como a pandemia, as empresas do setor poderiam operar de maneira mais estruturada, com prazos de atuação e custos operacionais mais baixos.  

2) Tempo de inatividade não planejado leva à perda de receita e de valor para acionistas 

Uma das principais métricas para manutenção preditiva envolve tempo de inatividade não planejado igual ou próximo de zero para ativos críticos. Isso inclui especialmente os equipamentos utilizados para produzir receita, garantindo a gerência eficaz do maquinário 

Sem manutenção adequada, o tempo de inatividade não planejado aumenta. Dessa forma, toda a cadeia sofre: 

  • Os funcionários e a própria planta industrial ficam sobrecarregados para produzir mais com menos recurso; 
  • A sobrecarga pode ampliar o índice de falhas e gerar queda na qualidade; 
  • Atrasos e redução do padrão de qualidade podem fragilizar a relação com o cliente. 

Além disso, esse caos se estende aos clientes. E a insatisfação resultante desse quadro pode resultar em um declínio acentuado no valor da marca, receitas e valor para o acionista. 

3) A manutenção preditiva protege sua capacidade de responder à recuperação 

É importante analisar o cenário futuro e preparar para sua empresa para os próximos momentos. O distanciamento social e a quarentena criaram uma demanda reprimida significativa.  

Com a chegada das vacinas no Brasil e, à medida que a pandemia for controlada, a previsão é que haja um aumento de demanda nos gastos da população. Com isso, a economia voltará, mesmo que lentamente, a se reorganizar.  

Dessa forma, as empresas que se prepararem para a recuperação, tendo uma boa produtividade, estarão aptas a sair na frente da concorrência no mercado.  

Além do mais, aqueles equipamentos confiáveis e bem mantidos estarão preparados para responder a este novo nível de demanda.  

Obtenha os benefícios da manutenção preditiva 

Como você pode perceber, existem muitas vantagens em apostar em uma política eficaz de manutenção: 

  • Manter orçamentos sob controle; 
  • Evitar paradas não-programadas; 
  • Controlar períodos de inatividade; 
  • Preservar a produtividade e a qualidade das operações e muito mais. 

A manutenção preditiva emprega técnicas de teste não intrusivas para avaliar e calcular as tendências de desempenho dos ativos.  

Sua metodologia emprega métodos que podem incluir termografia, medição de espessura, análise de vibração e análise a laser, bem como Inspeção NR-13, entre outros. 

Além disso, os desenvolvimentos contínuos em big data, comunicação máquina a máquina e tecnologia em nuvem criaram novas possibilidades para manutenção preditiva em ativos industriais.  

Nesse sentido, um software de gestão de manutenção permite acompanhamento em tempo real, com informações confiáveis que permitem decisões inteligentes para manter as máquinas em pleno funcionamento. Assim como os negócios! 

Power BI da MMtec foi desenvolvido para ajudar a gerenciar a manutenção, evitando que seus equipamentos falhem e coloquem em xeque sua produção. Da mesma forma, permite acesso de qualquer local e horário, até mesmo pelo smartphone. 

Tendo monitoramento de condições em tempo real, a eficiência de sua manutenção preditiva é elevada e sua operação também. 

Contudo, para isso, sua empresa deve contar com um parceiro de manutenção que possa ajudar não apenas a prever falhas embrionárias de ativos, mas também a eliminá-las e agir em tempo hábil. 

MMtec é essa empresa. Com equipe especializada e tecnologia de ponta, vamos colaborar para que seus negócios estejam preparados para enfrentar os desafios do mercado. 

Já leu “Pandemia reforça importância da manutenção preditiva” e quer sabe mais sobre manutenção preditiva para sua indústria? Então siga nosso blog e mantenha-se sempre informado! 

5 desafios da manutenção na Indústria 4.0

5 desafios da manutenção na Indústria 4.0

5 desafios da manutenção na Indústria 4.0 

A manutenção na Indústria 4.0 precisou passar por transformações, acompanhando a evolução tecnológica. 

Afinal, é preciso suporte da análise de dados em tempo real, com automação, aprendizado de máquina e outras tecnologias. Dessa forma, as esquipes estão conseguindo fazer com que as organizações: 

  • Acelerem as operações, 
  • Ampliem os níveis de produtividade com mais eficácia, 
  • Reduzam custos, 
  • Operem com mais foco na sustentabilidade. 

Para alcançar esses benefícios, no entanto, é preciso contar com metodologias modernas e eficientes, como as proporcionadas pela manutenção preditiva.   

Por isso os especialistas da MMtec analisaram o cenário da gestão de manutenção na Indústria 4.0 e identificaram 5 desafios-chaves que as empresas devem superar para uma gestão de manutenção eficiente. Saiba mais a seguir. 

Desafios da indústria 4.0 para sua empresa 

Mais tecnologia, mais dados, mais produtividade, mais sustentabilidade – e menos custos. Essas são algumas das vantagens de apostar na Indústria 4.0 para seus negócios. 

Mas o processo também gera alguns pontos de atenção. Por isso, ao fazer investimentos inteligentes em sua planta industrial, atente-se a estes obstáculos potenciais: 

1) Lacunas nas habilidades técnicas 

Atualmente as necessidades exigidas da força de trabalho estão em franca evolução. Seus colaboradores conseguem acompanhar?  

Ao procurar preencher as vagas em aberto, procure candidatos que possuam “destreza digital”. Dessa forma, você vai garantir uma equipe que entende tanto dos processos de manufatura, quanto das ferramentas digitais que suportam esses processos.  

Somente com a força de trabalho certa os modelos de negócios serão capazes de implementar com sucesso novas tecnologias.  

Dessa forma, poderão manter as operações e políticas de manutenção na Indústria 4.0 em dia. 

2) Manutenção na Indústria 4.0 exige integração entre diversos sistemas  

Outro problema significativo encontrado na gestão de manutenção na Indústria 4.0 é a falta de integração entre sistemas, gerando dificuldade em acessar dados relevantes para a operação. 

Esse problema acarreta consequências como, por exemplo: 

  • Maior tempo para o desenvolvimento de tarefas; 
  • Maiores despesas, proveniente de tempo extra na execução de atividades; 
  • Aumento na probabilidade falhas, tendo em vista a falta e informações. 

3) Crescimento no volume dos dados 

À medida que mais empresas apostam na transformação tecnológica, mais dados estão sendo gerados em um ritmo mais rápido, bem como sendo apresentados em vários formatos.  

Para percorrer essas vastas quantidades de dados, os algoritmos precisam ser mais fáceis de compreender. Além disso, esses algoritmos precisam ser capazes de combinar dados que podem ser de diferentes tipos e intervalos de tempo. 

4) Manutenção na Indústria 4.0: sustentabilidade e compliance  

Com a mudança no perfil do consumidor moderno, que exige das empresas empenho no cumprimento de requisitos sócio ambientais, bem como maior transparência, a manutenção na Indústria 4.0 precisa estar atenta a esses detalhes. 

Contudo, a manutenção preventiva tem muito a contribuir com a sustentabilidade, colaborando para diminuir perdas e consumo de peças sobressalentes. Além disso, também pode ajudar a obter maior eficiência energética, por exemplo. 

Por outro lado, é preciso estar em conformidade com normas e legislações vigentes, entre elas a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). 

 Afinal, os dados são um ativo poderoso e precisam ser protegidos. 

5) Segurança 

Falando em proteção de dados, as ameaças em termos de vulnerabilidades atuais e emergentes na fábrica são outra preocupação significativa.  

Quando várias máquinas e dispositivos estão conectados a uma ou várias redes em uma fábrica inteligente, as vulnerabilidades em qualquer uma dessas peças pode tornar o sistema vulnerável a ataques.  

Para ajudar a combater esse problema, as empresas precisam antecipar as vulnerabilidades operacionais do sistema corporativo e as vulnerabilidades no nível da máquina. Algo alcançável quando a organização engloba esta etapa em sua gestão de manutenção na Indústria 4.0. 

Afinal, muitas empresas não estão totalmente preparadas para lidar com essas ameaças à segurança. Por isso é essencial contar com parceiros e fornecedores de tecnologia e soluções de confiança para identificar vulnerabilidades – como é o caso da MMtec! 

Manutenção na Indústria 4.0: uma aplicação essencial 

Os benefícios da manutenção para as organizações se traduzem em economia significativa de custos e aumento da receita para empresas que gerenciam grandes instalações.  

No entanto, muitas empresas ainda insistem em não adotar uma política de manutenção. Além da visão equivocada da relação custo-benefício, havia uma certa dificuldade em obter acesso a informações oportunas e detalhadas sobre a condição dos ativos. 

Atualmente este cenário já é bem diferente. Graças à proliferação de sistemas de detecção e tecnologias digitais avançadas (como a Internet das Coisas, BigData, Inteligência Artificial, entre outros) nas instalações de produção de grandes organizações.  

Contudo, a manutenção na Indústria 4.0 facilita a coleta de grandes volumes de dados digitais sobre o estado de máquinas e equipamentos.  

Essa coleta de dados é potencializada pela implantação de diferentes tipos de sensores: 

  • Vibração 
  • Acústicos,  
  • Temperatura,  
  • Consumo de energia, entre outros. 

Estes sensores podem ser implantados em componentes críticos da máquina para identificar mudanças notáveis na condição do equipamento. Isso ajuda a identificar problemas que podem desencadear tarefas de manutenção. 

Conte com suporte especializado em manutenção na Indústria 4.0 

A manutenção é uma parte vital da engenharia e da manufatura na Indústria 4.0. 

Combinando ciência de dados com experiência no domínio da engenharia, bem como uma variedade de técnicas, mais empresas podem implementar a tecnologia e começar a perceber seu valor. 

Da redução do tempo de inatividade do equipamento à geração de economia de custos significativa, assim como no aumento da eficiência em toda a linha de produção, os benefícios de investir em manutenção industrial são grandes demais para serem ignorados. 

Além disso, é preciso apostar em fornecedores confiáveis e atualizados. Como a MMTec: sua ampla experiência em manutenção industrial proporcionou a criação de uma das mais poderosas ferramentas para a gestão de manutenção para a sua fábrica. 

Power BI MMtec sua empresa passa a contar com: 

  • Plataforma amigável: acesso simples, via cloud computing, feito até pelo smartphone, em qualquer horário e lugar; 
  • Consulta online de alarmes e falhas: identificação e classificação de riscos de cada ativo monitorado; 
  • Otimização de tempo de equipe: gerenciamento inteligente do trabalho do time da manutenção; 
  • Ambiente de trabalho mais seguro: redução de problemas que possam colocar em risco a segurança dos colaboradores; 
  • Planejamento seguro de manutenção: acesso a históricos e relatórios para tomadas de decisão rápidas e eficazes, o que ajuda a reduzir o tempo de máquina parada. 

Agora que você já sabe os principais desafios da manutenção na Indústria 4.0, que tal implementar processos eficazes e que façam uso de tecnologias modernas, como Power BI MMtec em sua empresa? 

FALE COM OS ESPECIALISTAS MMTEC 

Porque uma gestão de ativos eficiente exige manutenção de qualidade

Porque uma gestão de ativos eficiente exige manutenção de qualidade

Porque uma gestão de ativos eficiente exige manutenção de qualidade: Considerando como ativo todos os itens que oferecem valor à empresa, seja imediatamente após a sua aquisição, seja no futuro, fazer a gestão de ativos significa gerenciar o ciclo de vida desses valorosos recursos organizacionais. 

Podemos incluir entre os ativos máquinas, imóveis, marcas, patentes, ferramentas, softwares móveis e uma infinidade de outros itens.  

No entanto, neste artigo vamos nos ater às máquinas, que estão entre as aquisições mais preciosas de uma companhia, sendo responsáveis pela produção de produtos e constituindo-se em um dos maiores investimentos da empresa. 

Claro que, por sua importância, elas precisam de cuidados especiais. O que nos leva a concluir que uma gestão de ativos eficiente está totalmente relacionada à manutenção realizada de modo criterioso, com planejamento e inteligência. 

Somente assim, será possível garantir que cada equipamento gere o maior retorno possível, apresentando custos equilibrados e os menores riscos para elevar a performance do negócio. 

Gestão de ativos: da compra ao descarte 

A atividade de gestão de ativos tem início no momento da compra de um item, ou melhor, de uma máquina – foco deste nosso artigo -, passando por outras etapas conforma descrita a seguir. 

Aquisição de ativos 

Quantas empresas possuem em seu pátio um equipamento encostado, usado poucas vezes e sem importância real para a produção? 

Esse cenário é o resultado da falta de deliberação em relação a um pedido de compras. Ou seja, alguém ou uma equipe solicitou a máquina e ela foi adquirida antes de passar por um processo que envolve uma avaliação técnica considerando: 

  • Ela é mesmo necessária? 
  • Para o que ele será usado já não temos uma máquina que possa fazer a mesma função? 
  • Essa é a melhor solução para as necessidades ou existem outras alternativas – como terceirizar, alugar, etc.? 
  • A quantidade de vezes que será usada justifica sua compra? 

Responder a esses e outros questionamentos é o um bom caminho para evitar um “elefante branco” encostado em algum canto da empresa – se deteriorando e causando prejuízos. 

Utilização dos equipamentos 

Como vimos, equipamentos custam caro e é preciso zelar por esse patrimônio adquirido com tanto sacrifício e que precisa oferecer o máximo desempenho, pelo maior período de tempo possível, para que possa se pagar e oferecer uma relação custo-benefício positiva para a organização. 

Mesmo itens mais simples e menos valiosos precisam ser usados de modo adequado para evitar que se estraguem rapidamente. Por isso, é essencial que os operadores das máquinas sejam capacitados para sua correta utilização. 

Demonstrar o funcionamento, acompanhar o início da operação, corrigir eventuais falhas, fará com que o profissional extraia o máximo do equipamento sem, contudo, colocá-lo em risco de quebra – além disso, também vai colaborar para evitar acidentes de trabalho! 

Manutenção 

O próprio nome já diz: manter, preservar. Essa é a função da manutenção industrial que pode ser feita, basicamente: 

  • Manutenção Corretiva – quando o equipamento para de funcionar ou funciona de modo inadequado, com algum tipo de defeito. Nesses casos, é preciso interromper seu funcionamento, ocasionando custos extras por conta da parada na produção e, também, da urgência na compra de peças para efetuar o reparo; 
  • Manutenção Preventiva – conjunto de estratégias de monitoramento e controle empregadas com o objetivo de amenizar falhas de desempenho, seguindo um cronograma de atividades. Sendo programada, os desgastes e danos ocorridos são menores, no entanto, corre-se o risco de, no dia programado para substituição de um componente, parar a máquina para a troca e descobrir que ele ainda está em condições de uso; 
  • Manutenção Preditiva – pautada em uma inspeção sistemática e na observância quanto à modificação dos parâmetros ou condições de desempenho. Ou seja, levando em conta as condições reais quanto ao funcionamento das máquinas. Ao identificar problemas de performance que já estão ocorrendo ou poderão ocorrer em um futuro próximo, é feita esse tipo de manutenção estratégica. 

Descarte 

A última etapa da gestão de ativos é o descarte, quando os responsáveis devem encontrar a melhor alternativa para que a máquina deixe a empresa. Cada situação pede uma solução diferente, obviamente, mas algumas alternativas para esse descarte são: venda da máquina completa para outra empresa que ainda possa fazer uso do equipamento; vender algumas peças separadamente; venda para o ferro velho.  

O importante é lembrar que esse descarte precisa obedecer a critérios de sustentabilidade para evitar danos ao meio ambiente. 

Manutenção preditiva é essencial para a gestão de ativos  

Entre as etapas destinadas a uma gestão de ativo eficiente, a manutenção tem papel estratégico, em função dos benefícios que ela oferece. 

Em especial, a manutenção preditiva, capaz de reduzir custos e manter a produtividade em alta, evitando atrasos nas entregas, a insatisfação dos clientes e a perda de mercado. 

Na verdade, a manutenção preditiva possibilita conhecer bem o equipamento e seu histórico, verificando o que é preciso para ser ajustado e garantir seu alto desempenho e lucratividade da empresa.  

Ganhando maior confiabilidade e evitando falhas, a manutenção preditiva também colabora para evitar incidentes relacionados à segurança de pessoal, elevando o nível de motivação, produtividade e proatividade entre os colaboradores. E mais: fortalece os valores da empresa, aumentando o seu lucro e referência no mercado. 

Oferecendo tantos benefícios e tirando o foco do funcionamento das máquinas que, com a manutenção preditiva está sempre a pleno vapor, a atenção da empresa passa a ser o mais importante: fazer o negócio prosperar. 

A tecnologia a favor de uma gestão de ativos eficiente 

Que a gestão de ativos merece toda a atenção das empresas e que ela depende da manutenção para atingir resultados positivos, ficou evidente. 

Mas como otimizar essa gestão? A resposta é uma só: com o uso de tecnologia. 

Contar com uma solução específica para essa finalidade, como Power BI MMtec, plataforma de utilização simples desenvolvida por profissionais de manutenção, acompanhar o desempenho dos ativos ficou muito mais simples. 

Sem contar que basta ter um celular e acesso à internet para visualizar de qualquer local e em qualquer horário o nível de risco de cada ativo, consultar a alarmes e falhas ou elaborar um planejamento de manutenção preditiva.  

Power BI MMtec também permite registrar as atividades de manutenção realizadas, criando um importante registro histórico para decisões mais assertivas e rápidas. 

Torne sua gestão de ativos mais prática e eficiente. Conte com a expertise da MMtec e conheça o Power BI MMtec – clique para pedir uma demonstração: 

CONHECER POWER BI MMTEC

Obtenha maior produtividade com o alinhamento a laser em suas máquinas

Obtenha maior produtividade com o alinhamento a laser em suas máquinas

Produtividade com alinhamento a laser: Como aumentar?

Obtenha maior produtividade com o alinhamento a laser em suas máquinas: Com o uso contínuo do maquinário, é comum que haja desalinhamento, ocorrência que gera danos prematuros e prejuízos, provenientes de reparos e queda na qualidade dos serviços. 

Assim, notamos que o alinhamento é essencial para que as máquinas industriais tenham maior tempo de vida útil e sejam exploradas em sua máxima capacidade. 

Por sua importância, neste texto, vamos falar mais sobre os métodos de alinhamento, que pode ser convencional, com relógios, apalpadores e réguas, ou com o alinhamento a laser, muito mais preciso. 

Acompanhe a leitura e saiba mais sobre a técnica do alinhamento a laser, seus benefícios e como obter maior produtividade do seu setor optando pela manutenção preditiva 

Prevenção: palavra-chave em manutenção de máquinas 

Quando falamos em conservação de equipamentos industriais, a manutenção preditiva representa precioso recurso para prolongar a vida útil dos equipamentos. 

Uma manutenção planejada previne problemas mais graves, incluindo o correto alinhamento de máquinas. 

Adotar uma rotina de manutenção preditiva se justifica como uma escolha cuidadosa e prudente, vislumbrando um melhor uso da estrutura, conservação das máquinas e custo benefício. 

Ela vai garantir benefícios como redução de custos, maior qualidade e produtividade, permitindo ainda: 

  • Evitar desmontagens desnecessárias para realizar inspeção; 
  • Maximizar o período de disponibilidade dos maquinários, aumentando a performance produtiva; 
  • Limitar o número de intervenções de correção, que costumam significar mais tempo para reparo – além de consumir maiores valores; 
  • Aumentar a vida útil dos componentes e máquinas; 
  • Garantir maior confiabilidade dos equipamentos. 

Entre as muitas tarefas da manutenção preditiva, o alinhamento figura entre os itens principais. Veja mais a seguir. 

Papel do alinhamento na manutenção industrial  

O desalinhamento de máquinas ocorre quando as linhas de centro dos eixos de rotação de duas (ou mais) máquinas acopladas não coincidem uma com a outra ou quando os componentes não estão nivelados com a linha de centro da própria máquina 

Esse problema é responsável por grande parte das paradas de máquinas industriais, desencadeando uma série de falhas, como por exemplo: 

  • Baixa eficiência da linha de produção; 
  • Redução no tempo de vida útil das máquinas; 
  • Depreciação dos equipamentos; 
  • Consumo excessivo de energia; 
  • Vibrações excessiva; 
  • Desgaste prematuro de rolamentos, acoplamentos, vedações e eixos; 
  • Elevação da temperatura em componentes. 

 

Em contrapartida, a opção de optar por um trabalho de manutenção preventiva, manterá o alinhamento das máquinas e, entre outras vantagens, será possível obter: 

  • Redução no número de paradas não planejadas; 
  • Menor consumo de energia; 
  • Maior durabilidade dos componentes; 
  • Menos custo de operação e manutenção. 

Soma-se a essa lista de benefícios, maior precisão e menor tempo de execução do serviço, especialmente quando se usa o método de alinhamento a laser. E é sobre ele que falaremos no próximo tópico. 

Alinhamento a laser: conheça mais! 

O alinhamento em manutenção preditiva pode ser feito com o método convencional e por meio do alinhamento a laser. 

No método convencional, que é menos preciso por usar instrumentos analógicos, como relógios comparadores, réguas e apalpadores, corre-se o risco de obter resultados com um certo grau de incerteza. As falhas no resultado podem ser provocadas por: 

  • Falhas provocadas por erro humano: entre elas, erro de cálculo e de visualização do usuário ou instalação incorreta e inclinação dos instrumentos; 
  • Falhas provocadas pelos instrumentos: folgas mecânicas, oscilação dos ponteiros, folga axial no eixo rotativo, etc. 

Já o alinhamento a laser, é um método avançado de alinhamento. Ele é executado fazendo uso de: dois sensores, um receptor e outro emissor de laser; hastes, corrente, suporte e uma unidade de exibição.  

Pode possuir bluetooth e wireless ou conectar-se a um dispositivo móvel, por meio de um aplicativo – sugerimos a leitura de nosso artigo sobre transformação digital na manutenção preditiva. 

Além da alta precisão, o alinhamento a laser também oferece facilidades como: 

  • Ser aplicável na maioria dos ambientes industriais, inclusive sendo à prova de explosão; 
  • Eliminar a possibilidade de falha humana; 
  • Permitir acesso a dados em tempo real; 
  • Realizar aferições precisas até mesmo em condições desfavoráveis; 
  • Maior economia e rapidez na execução do alinhamento; 
  • Gerar um histórico de dados. 

MMtec: alinhamento a laser com equipamentos de ponta e à prova de explosão 

Já vimos que, quando executado por profissionais capacitados e experientes, o alinhamento de máquinas industrias proporciona diversos benefícios. 

Entre os principais destacamos: diminuição das vibrações e nos danos em parafusos e fixações; minimização do tempo de parada das máquinas, menor desgaste dos rolamentos e redução de temperatura do sistema 

Atuando no mercado de manutenção desde 2002, a MMTec realiza manutenção preditiva, preventiva e até corretiva em sistemas e equipamentos de companhias dos mais variados setores e portes.  

Todos os seus profissionais acompanham constantemente as inovações tecnológicas, buscando sempre oferecer o que de melhor existe no mercado.  

É o caso de seu serviço de alinhamento a laser, realizado com os mais modernos equipamentos para essa finalidade. 

MMtec tem unido inovação nas soluções e experiência de seu time especializado para proporcionar aos seus clientes um alinhamento perfeito, minimizando desgastes mecânicos dos componentes e evitando as interrupções na produção. 

Mesmo ambientes onde há perigos de explosão, como em plataformas de petróleo e na extração de óleo vegetal – quando é usado solvente no processo para obter o produto final –, os equipamentos para alinhamento a laser adotados pela MMtec podem ser usados sem riscos de explosão. 

Quer saber mais sobre o alinhamento a laser? Converse com nossos especialistas e tire suas dúvidas agora mesmo! 

Software para gestão de ativos na manutenção: porque é tão importante

Software para gestão de ativos na manutenção: porque é tão importante

Para muitas empresas, contar com um software para gestão de ativos na manutenção tem sido essencial. Afinal, tanto pequenas e médias empresas quanto organizações de grande porte estão cada vez mais sob pressão para melhorar a eficiência, aumentar a produtividade e diminuir custos.
A transformação digital tem ajudado nessa tarefa, proporcionando maquinários cada vez mais ágeis e produtivos. Então saber a hora certa de adotar um bom software para gestão de ativos na manutenção pode otimizar os processos.
Neste artigo explicaremos a importância de contar com este tipo de solução, além das melhores opções já disponíveis no mercado. Após a leitura, você terá mais confiança para tomar suas decisões sobre os recursos de gerenciamento de manutenção.

Importância da gestão de ativos na manutenção

A manutenção preditiva de ativos engloba todos os processos que permitem a aplicação sistemática de técnicas de análise para acompanhar equipamentos. Dessa forma é possível identificar potenciais falhas antes que elas ocorram e interrompam a produtividade da empresa.
Por isso, a gestão de ativos na manutenção é essencial para reduzir a necessidade de processos de manutenção preventiva e manutenção corretiva. Assim sua empresa está preparada para prever falhas ou quebras de equipamentos, além de manter as máquinas da cadeia produtiva funcionando no ritmo certo – veja outros motivos para adotar essa prática.
O resultado é o foco total na qualidade do serviço, sem qualquer tipo de prejuízo à produtividade do setor, diminuindo os riscos de quebras não previstas. Além disso, a gestão de ativos na manutenção garante:
  • Redução de custos com a troca de peças desnecessárias;
  • Diminuição do volume de peças sobressalentes e material estocado – otimizando a gestão de estoque;
  • Aumento na qualidade dos produtos e contenção de atrasos na entrega;
  • Maior controle nos custos de reparos de equipamentos;
  • Proteção contra a ocorrência de acidentes de trabalho;
  • Garantia do fluxo de produção, sem o risco de paradas não-programadas;
  • Redução do volume de horas extras.

Aplicações da gestão de ativos em manutenção preditiva

Agora que citamos os principais benefícios dos cuidados preventivos com os equipamentos, vejamos algumas das principais formas de analisar os ativos.
  • Análise de Vibrações: capta as vibrações recebidas por toda a estrutura, obtendo análises para identificar a origem dos esforços presentes em uma máquina em operação;
  • Termografia: permite identificar regiões, ou pontos, onde a temperatura está alterada com relação a um padrão pré-estabelecido;
  • Análise de trincas: detecta falhas como descontinuidades superficiais e sub superficiais em materiais ferromagnéticos – como trincas, junta fria, inclusões, gota fria, dupla laminação, falta de penetração, dobramentos, segregações, entre outros;
  • Medição de Espessuras: identifica falhas internas ou espessuras com a aplicação de uma onda ultrassônica emitida por um transdutor que percorre o material analisado;
  • Análise ODS (Operating Deflection Shape ou Forma de Deflexão Operacional): técnica aplicada para prever o desgaste das partes móveis, dos pontos de fixação e da própria estrutura de um equipamento. Dessa forma é possível antecipar a necessidade de trocas com alta precisão, reduzindo o risco de paradas imprevistas.
A gestão de ativos eficaz em manutenção permite ampliar a vida útil dos equipamentos, tornar processos mais ágeis e seguros, gerar economia e uma série de outras vantagens. Especialmente se você contar com um software específico para este processo – entenda melhor a seguir.

Porque adotar um software de gestão de ativos na manutenção

Existe uma série de vantagens em adotar um software voltado para o gerenciamento de manutenção.
Com ele sua empresa pode planejar, rastrear, medir e otimizar tudo relacionado à manutenção de seu maquinário de forma rápida e descomplicada. Conheça as principais vantagens de adotar este recurso a seguir:

Agendamento de trabalho

Com dados de cada equipamento, é possível elaborar um cronograma para a programação de inspeções e manutenções. Assim fica mais fácil evitar a ocorrência de problemas que podem impactar negativamente seu orçamento.
Aumento da segurança.
O software para gestão de ativos na manutenção também melhora a saúde e a segurança no ambiente de trabalho. Com a verificação e manutenção de equipamentos, é possível:
  • Atender aos padrões de segurança, evitando quebras e falhas;
  • Minimizar riscos e desperdício de tempo com acidentes;
  • Tornar equipamentos e processos mais seguros para os operadores e para o meio ambiente.

Incremento de produtividade

Uma das vantagens do software para gestão de ativos na manutenção é a agilidade no processo. Afinal, a solução possibilita que os técnicos de manutenção acessem informações em tempo real, verifiquem o inventário e iniciem ordens de serviço – mesmo quando estão longe do escritório. Dessa forma, sua empresa ganha mais eficiência e a produtividade.

Gestão de dados mais robusta e precisa

Ter um software para gestão de ativos na manutenção permite que sua empresa tenha cada vez mais dados sobre suas operações. Através do recurso, fica mais fácil:
  • Manter um histórico sempre atualizado;
  • Criar indicadores de desempenho e usá-los para avaliação e melhorias;
  • Gerar relatórios que apoiarão tomadas de decisões mais assertivas;
  • Garantir uma maior vida útil dos equipamentos;
  • Gerenciar os custos de manutenção com mais precisão e controle.

Mais controle sobre o orçamento

Falando em gestão de custos, a adoção deste tipo de solução proporciona um controle preciso do orçamento. O software para gestão de ativos na manutenção torna possível:
  • Evitar gastos excessivos com estoque;
  • Reduzir o índice de refugo e retrabalho dispendiosos;
  • Economizar nos custos de energia mantendo o equipamento nas melhores condições;
  • Aumentar o tempo de atividade dos ativos.

Redução do tempo de inatividade

Um software para gestão de ativos na manutenção reduz o tempo de inatividade. Assim sua empresa evita gargalos na produtividade, aumenta a confiabilidade dos ativos, programa a manutenção preventiva e simplifica os reparos.
Como podemos notar, os principais benefícios do software para gestão de ativos na manutenção é o suporte para rastrear as atividades de suas equipes de manutenção, calcular despesas e alocar recursos. Por isso, escolher a solução certa faz toda a diferença. Saiba mais a seguir.

Conheça o Power BI MMtec

A missão da MMtec é oferecer sempre o melhor desempenho e vida útil para os equipamentos de seus clientes. Por isso ela criou um software de gestão de manutenção exclusivo: o Power BI MMtec.
A solução conta com os principais recursos proporcionados pela tecnologia cloud, voltada para a gestão de ativos na manutenção. Além disso, foi desenvolvida por especialistas com expertise total no setor, garantindo uma usabilidade pensada para o dia a dia da equipe de manutenção de sua empresa.

Com o Power BI MMtec, sua empresa dispõe de inúmeros recursos, como:

  • Uso estratégico das informações para análises e medições;
  • Acesso descomplicado, via desktop ou smartphone, a qualquer momento;
  • Possibilidade de criar um alarme para cada item: balanceamento, nível de aquecimento etc;
  • Captar informações e exportá-las para uma planilha em Excel. Isso garante relatórios mais completos, com gráficos, criação de histórico e muito mais;
  • Conexão direta com a MMtec, permitindo acionar os especialistas para pedir orientações em casos de falhas e outros incidentes;
  • Acompanhar os dados oferecidos pelas principais análises possíveis de manutenção preditiva: vibração, ODS, termografia, entre outros serviços oferecidos pela MMtec.
Teste hoje mesmo o Power BI MMtec: clique e solicite uma demonstração gratuita.
Transformação digital na manutenção preditiva

Transformação digital na manutenção preditiva

A transformação digital na manutenção preditiva há muito deixou de ser uma tendência para tornar-se uma realidade essencial para as empresas. Afinal, novas técnicas de manutenção preditiva estão acelerando essa tendência, definindo um novo paradigma – que está sendo rotulado como Manutenção 4.0.
Nos últimos anos, o mercado pode observar um grande avanço tecnológico voltado para o desenvolvimento de manutenção preditiva. A transformação digital, processo que envolve a adoção de tecnologia de última geração em seus processos, tornou a metodologia uma ferramenta ao alcance da maioria das empresas.
Muito disso se deve às tecnologias frequentemente vinculadas à Indústria 4.0, como a Internet das Coisas (IoT) e ferramentas de análise de informações, incluindo técnicas de Big Data.
Mas como isso beneficia o processo – além de garantir mais qualidade e eficácia para a sua empresa? Saiba mais no tópico a seguir.

Benefícios da transformação digital na manutenção preditiva

A transformação digital na manutenção preditiva vem permitindo que informações corretas e em tempo real sobre o estado dos ativos estejam disponíveis ao gestor. Um bom exemplo disso é a tecnologia de sensores, que se tornou muito mais popular. Com isso as organizações agora podem monitorar fatores como temperatura e pressão de máquinas industriais dos mais diversos tipos em tempo real.
Outro ponto positivo dessa evolução está nos dados. Não apenas o volume cresceu exponencialmente, mas todos os novos dados geralmente vão para a nuvem. Dessa forma, estão muito mais acessíveis.
Além disso, a introdução da transformação digital na manutenção trouxe inúmeras vantagens – conheça as principais a seguir:

1. Aumento na produtividade das equipes

Antes da chegada da transformação digital na manutenção preditiva, descobrir quando uma máquina estava operando abaixo do ideal ou quando estava falhando era um processo mais complexo.
As empresas precisavam contar com a avaliação presencial de um profissional habilitado, com um conhecimento direto do equipamento e seus princípios de operação.
Hoje os recursos tecnológicos permitem até uma avaliação remota, agilizando os ajustes necessários antes de qualquer falha se manifestar.
Além disso, o volume de informações, além de sua precisão, proporciona tomadas de decisão mais rápidas e assertivas. O resultado é um equipamento em perfeito funcionamento e um ambiente mais seguro e produtivo para toda a equipe.

2. Maior precisão na análise de falhas

Com os avanços tecnológicos trazidos pela transformação digital na manutenção preditiva, os dados da máquina em tempo real podem ser usados para prever com precisão quando uma pane pode ocorrer.
Estes dados são coletados por meio de sensores (temperatura, vibração, pressão etc.) e inseridos em um software (como o Power BI MMtec – saiba mais ao fim deste artigo). A equipe de manutenção pode então monitorar a integridade das máquinas dessa maneira e responder a problemas em tempo real antes que se tornem avarias catastróficas.
Sendo assim, hoje é possível prever um problema em uma semana. Isso permite planejar apropriadamente com o mínimo de efeito para a produção e com um custo muito menor de operação.

3. Redução de Custos

Adiar a aplicação da transformação digital na manutenção preditiva pode gerar inúmeros prejuízos para sua empresa.
Afinal, a tecnologia atual ajuda sua empresa a gerir os processos de uma forma muito mais eficaz, o que ajuda a garantir mais eficiência econômica para suas operações. Através da transformação digital na manutenção preditiva, é possível:
  • Economizar nos custos operacionais: prever problemas ajuda a manter suas operações no ritmo certo, o que evita prejuízos com maquinário parado, atrasos de produção, gargalos de logística e clientes insatisfeitos;
  • Reduzir o investimento em reparos: a tecnologia fornece hoje um panorama mais global, permitindo que sua empresa visualize mais facilmente possíveis falhas – e de forma antecipada;
  • Fazer reparos mais precisos e eficazes: o suporte de banco de dados com informações completas sobre seus equipamentos garante que a equipe de manutenção tenha acesso a informações detalhadas sobre os ativos com pontos de atenção. Além disso, ajuda a definir a melhor forma e o melhor momento de realizar os reparos, assim como o quanto esse custo é efetivamente rentável para a sua organização, ou seja, permite realizar um bom planejamento em manutenção;
  • Manter um inventário preciso e organizado: um inventário físico demanda muita atenção e uma série de fatores para se manter sempre atualizado. Já uma versão digital pode ser operada de maneira mais prática, além de oferecer recursos ágeis para seu monitoramento. Assim reduz-se os riscos de pedidos duplicados e peças sem uso desnecessariamente em estoque – ampliando a rentabilidade do processo como um todo.

Tecnologias que já são realidade na manutenção preditiva

Com a automatização das linhas de montagem e produção, as empresas hoje dependem ainda mais de uma manutenção eficiente para manter a planta em pleno funcionamento. Dessa forma, é preciso ter acesso a informações detalhadas sobre cada máquina – assim, os responsáveis pela gestão da manutenção mantêm-se permanentemente atualizados sobre o que está acontecendo com cada equipamento, em tempo real.
Nesse contexto, a transformação digital na manutenção preditiva é essencial. Afinal, suas avançadas análises permitem verificar temperatura, vibração e acústica – tudo a partir de sensores instalados nos ativos.
Assim, é possível detectar com maior precocidade eventuais falhas e avarias. Além de providenciar a correção do modo mais rápido e econômico, sem interromper a produção por períodos longos.
Isso tornou-se mais acessível: a chegada da transformação digital na manutenção preditiva trouxe recursos como a IoT (Internet das Coisas), os dados obtidos com o suporte do Big Data e Inteligência Artificial. Dessa forma, as empresas hoje conseguem encontrar e analisar informações mais facilmente, além de prever tendências e padrões no funcionamento do maquinário industrial.
É por isso que hoje muitas empresas estão apostando em bom sistema de Gestão de Ativos para Manutenção Preditiva. Ao fazer uso de Cloud Computing, ele garante o acesso ao histórico e possíveis falhas a qualquer momento e de qualquer lugar.
Mais uma prova dos impactos positivos da transformação digital na manutenção preditiva. O Power BI, da MMtec, é um bom exemplo – conheça melhor a solução neste último tópico.

Power BI, da MMtec, permite gestão de ativos via cloud

Adotando as mais avançadas técnicas de manutenção e utilizando equipamentos de última geração, a MMtec está sempre alinhada com o que existe de mais moderno no mercado. Afinal, todos os seus esforços são voltados sempre para garantir aos seus clientes o melhor desempenho e vida útil de seus equipamentos.
Por isso seus especialistas acabaram de desenvolver uma ferramenta moderna, que adota os principais e mais avançados recursos proporcionados pela tecnologia cloud. Trata-se do Power BI MMtec, software voltado para Gestão de Ativos em Manutenção e que permite o acesso a informações de cada equipamento monitorado de qualquer local ou horário.
A solução desenvolvida por nossos especialistas, que conhecem e entendem as necessidades reais do gestor, oferece inúmeras vantagens. Entre elas:
  • Sistema online de consulta de alarmes e falhas;
  • Possibilidade de acesso até mesmo via smartphone;
  • Plataforma amigável, de fácil acesso.
Com o Power BI MMtec, você pode identificar e classificar os riscos de cada ativo, elaborando um planejamento seguro de manutenção preditiva. Dessa forma, sua empresa otimiza o tempo de sua equipe e garante um ambiente de trabalho mais seguro.
Além disso, essa solução exclusiva da MMtec também oferece dashboards atualizados em tempo real, bem como registro das atividades de manutenção realizadas. Tudo isso gera maior visibilidade e facilita a tomada de decisões mais assertivas por parte dos gestores.
Descubra hoje mesmo o poder da transformação digital na manutenção preditiva. Fale com nossos especialistas e conheça o Power BI MMtec:
Open

Solicite um Orçamento